Gitinho dicionário tucuju

O amapaense tem um jeitinho especial de falar. Algumas palavras e expressões podem não ser entendidas por quem nunca andou por essas bandas.
Por isso este blog publica hoje um mini (gito)-dicionário de palavras, expressões e gírias amapaenses.

Porrudo – grande, enorme, gigante
Ex: O porrudo acordou

Pegar o beco – fugir, se mandar, sumir no trecho
Ex: Verás que um filho teu não pega o beco.

Não. É pão – Sim. Claro que sim
Ex: Isso que a polícia tá jogando é bomba de gás lacrimogêno? Não. É pão.

Malaco – arruaceiro, ladrão, pivete
Ex: Os malacos aproveitaram a manifestação para quebrar e saquear lojas.

Alvará –  Imagina!
Ex: Se ele que é do comando do movimento não sabe o percurso, alvará eu.

Borimbora –  Vamos embora.
Ex: Borimbora que o clima tá tenso entre polícia e manifestantes

Chutado – Correndo
Ex: Quando o Bope chegou o Zezinho saiu chutado daqui

Discunjuro! – Credo!
Ex: Sabias que mochila dos malacos a polícia encontrou até gasolina?
Discunjuro!

Não que não – claro que sim.
Ex: Tinha muitos cartazes contra o el bigodon na manifestação?
Não que não.

Ontonti – anteontem
Ex: Quando foi a reunião de avaliação do movimento?
Foi ontonti na Praça da Bandeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *