Infraero engajada no combate ao Aedes aegypti

A Infraero participa neste sábado (13/2) do dia nacional de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti – transmissor dos vírus da dengue, chikungunya e zika – promovido pelo Governo Federal. O presidente da Infraero, Gustavo do Vale, reúne-se às 8h (horário local) com governador do Amapá, Waldez Góes, o comandante do 34º Batalhão de Infantaria e Selva (BIS), tenente-coronel Robson Monteiro Mattos, a secretária de Estado da Saúde, Renilda Costa, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, e o prefeito do município de Santana, Robson Rocha. Juntos, eles realizarão uma caminhada entre a sede do 34º Batalhão (Av. Padre Júlio Maria Lombardi, 4301) e o Parque do Forte, alertando a comunidade sobre a necessidade de evitar a proliferação do mosquito.

Em seguida, o grupo seguirá para o município de Santana, onde também fará o alerta à comunidade. À tarde, será realizada uma vistoria na área do Aeroporto Internacional de Macapá/Alberto Alcolumbre.

O mutirão deste sábado é uma ação do Governo Federal e tem como objetivo promover o combate ao Aedes aegypti, e contará com a participação de mais de 200 mil militares e a presença de ministros em capitais e cidades consideradas endêmicas, conforme indicação do Ministério da Saúde. A presidenta Dilma Rousseff estará no Rio de Janeiro.

No último dia 29/1, todos os 60 aeroportos da Rede Infraero participaram do “Dia D”, também proposto pelo Governo Federal, para o combate ao Aedes. O evento reuniu empregados orgânicos, terceirizados e concessionários, todos receberam orientações e participaram de ações educativas sobre a necessidade de uma mudança de atitude para que se tenha controle na proliferação do mosquito. No Aeroporto de Macapá, houve panfletagem e levantamento dos locais propícios para a proliferação das larvas, seguido da coleta dos mosquitos para identificação no setor de Entomologia da Secretaria Municipal de Saúde.

(Texto:Assessoria de Imprensa – Infraero)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *