Lançado hoje satélite brasileiro que será usado para comunicações e defesa

Às 17h55 de hoje foi lançado  ao espaço o primeiro satélite geoestacionário brasileiro para defesa e comunicações estratégicas. O lançamento, feito do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa, foi acompanhado no Brasil pelo presidente Michel Temer e pelos ministros da Defesa, Raul Jungmann, e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, na sede do VI Comando Aéreo Regional, em Brasília.

O lançamento estava previsto para as 17h31, mas devido a problemas meteorológicos foi feito com alguns minutos de atraso. Há 45 dias estavam suspensos os lançamentos de satélites na base espacial de Kouru em virtude da crise social vivida pela Guiana. Arianespace informou hoje que vai fazer 12 lançamentos este ano.

Com 5,8 toneladas e 5 metros de altura, o satélite brasileiro ficará posicionado a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra, cobrindo todo o território brasileiro e o Oceano Atlântico. A capacidade de operação do satélite é de 18 anos.

O projeto é uma parceria entre os ministérios da Defesa e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e envolve investimentos de R$ 2,7 bilhões. O equipamento foi adquirido pela Telebras e será utilizado para comunicações estratégicas do governo e para ampliar a oferta de banda larga no país, especialmente em áreas remotas.

O satélite vai operar nas bandas X e Ka. A primeira é uma faixa de frequência destinada exclusivamente ao uso militar, correspondendo a 30% da capacidade total do satélite. Já a banda Ka será usada para comunicações estratégicas do governo e implementação do Plano Nacional de Banda Larga, especialmente em áreas remotas.

(Com foto e informações da Agência Brasil, France-Guyane e Outremers360)

  • O juiz Moro deveria pedir autorização para a base de lançamento, para anexar um modulo cheio de corruptos condenados pela operação lava jato, rumo ao espaço sideral sem direito a voltar ao planeta Terra, especificamente em um País chamado Brasil. E a palha doutor…Fui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *