MPF investiga denúncias sobre eleição para reitor da Unifap

Do G1 Amapá

O Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP) recebeu duas denúncias anônimas que pedem a anulação do processo eleitoral que escolheu o reitor e vice-reitor da Universidade Federal do Amapá (Unifap), para o pleito 2014-2018. Os denunciantes alegam improbidade administrativa e descumprimento da legislação federal quanto à consulta pública feita em maio. As denúncias envolvem a Comissão de Consulta Prévia (CCP) da universidade e a candidata Eliane Superti, que ganhou o processo eleitoral com 39,6% dos votos.
Leia a matéria completa no G1 Amapá clicando aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *