Pedalando pelo mundo

A bicicleta parece frágil, pois o quadro é de madeira, mas ela roda o mundo sem deixar seu dono na mão – o aventureiro Elias Marchetti, 51 anos. Aliás, ele mesmo fabricou esta bicicleta e montado nela já percorreu vários países. Agora está em Macapá.


Elias Marchetti nasceu no Paraná mas foi criado num orfanato em São Paulo. Não sabe por onde andam seus parentes, não tem mulher nem filhos, daí resolveu sair pedalando pelo mundo, conhecer outros povos, outras culturas e – quem sabe? – encontrar algum parente. Faz isso há mais de vinte anos.
Sem dinheiro no bolso conta com apoio das prefeituras por onde passa e com a solidariedade das pessoas que escutam sua história.
“Peço ajuda. Uns me dão  dinheiro para pagar uma pousada, outros me dão comida ou roupa, algumas prefeituras me dão estadia em casas mantidas pela assistência social”, conta.
Na mochila, além de roupas, documentos e material de higiene, ele carrega recortes de jornais e prints de sites com suas entrevistas. No peito um crachá com bandeiras dos países que já visitou.
Com orgulho ele conta que já chegou a fazer 165km em menos de 10 horas. “Hoje faço bem menos. Com a idade vem o desgaste físico e também não é sempre que tenho uma boa alimentação pra aguentar pedalar tanto”.
Ele diz que é solitário, mas feliz pois adora essa vida de aventureiro. Um sonho? Encontrar a família em algum lugar do mundo.
Para chegar em Macapá ele pegou carona numa balsa em Belém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *