Petróleo: Randolfe continua na luta

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL -AP) esteve, na manha desta sexta-feira (12), na embaixada do Reino Unido, em Brasília, solicitando o apoio do embaixador Alexander Ellis na concretização da instalação da base da British Petroleum no Amapá, e convidando o diplomata para uma futura visita ao estado.

A mobilização de Randolfe começou depois que a Total procurou a Federação das Indústrias do Pará (FIEPA) e o Governo do Pará para demonstrar interesse em instalar, em Belém, a base operacional da empresa que faz parte do consórcio vencedor para realizar a pesquisa petrolífera no Amapá. O consórcio vencedor é liderado pela empresa francesa Total (40%) e tem a participação da Petrobras (30%) e British Petroleum (BP) (30%), empresa britânica privada.

O embaixador entendeu a necessidade da instalação no Amapá, e se propôs em ajudar, mantendo contato com os responsáveis pela BP. “ Com a maior vontade continuarei conversando com eles”, afirmou Ellis. Para Randolfe, não é justo que não haja nenhum tipo de investimento local, uma vez que as três etapas do processo, que vai durar anos, serão na costa amapaense, no lote de pesquisa chamado de Foz do Rio Amazonas. “Não podemos deixar isso acontecer”, conclui.

Durante a visita, também ficou acertado que o embaixador viajará a Macapá conforme condições favoráveis da agenda do diplomada. Alexander demostrou interesse em encontrar com o prefeito da capital, Clécio Luis, e diversas empresas atuantes no estado.

Encontro:
Neste domingo (14), representantes da British Petroleum e da Total vão encontrar com o senador Randolfe, em Macapá, para debaterem sobre o assunto e reavaliar a decisão de fixar a base no Amapá, e não no Pará.

(Texto: Assessoria de comunicação do senador Randolfe)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *