PF deflagra Operação Canoro

Na manhã de hoje, a Polícia Federal no Amapá, com o apoio do IBAMA/AP, deflagrou a Operação Canoro, com o objetivo de reprimir a venda irregular de pássaros e o tráfico internacional desses animais da fauna silvestre.

A Polícia Federal apurou, até o momento, indícios de que uma pessoa de nacionalidade francesa compraria, pessoalmente e por um comparsa brasileiro, centenas de pássaros da fauna silvestre (curiós e bicudos), em criadouros regulares e irregulares do País, e, embora indicasse seus endereços como em Macapá e Oiapoque, levaria os animais, na verdade, para a Guiana Francesa, onde reside.

Sete mandados de busca estão sendo cumpridos, em Macapá e Oiapoque, para se confirmar se os pássaros comprados pelo estrangeiro estariam guardados nos endereços informados, ou, em caso negativo, se teriam sido levados, ilegalmente, para outro país. Para tanto, a Interpol e a Polícia Francesa também estão participando das investigações.

O nome da operação guarda relação com uma das características dos pássaros traficados, que chamam a atenção dos criadores por serem excelentes “cantores”, sendo denominados de pássaros canoros, podendo ser vendidos a preços muito elevados em mercado específico, principalmente se forem treinados para competições.

Se comprovado o envolvimento, os autores podem responder por crime previsto na Lei de Crimes Ambientais e por delitos do Código Penal, a exemplo do contrabando.

(Comunicação Social da SR/DPF-AP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *