Randolfe aciona justiça contra o Grupo Orsa

Amanhã, quinta-feira (25), o senador Randolfe Rodrigues (Rede) fará uma representação ao Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) solicitando urgente auditoria nas dívidas relacionadas ao Grupo Orsa, localizado em Almeirim (PA), e uma ação criminal contra Sérgio Amoroso, presidente do Grupo.

“A situação no Jari é desesperadora. São mais de 400 pessoas desempregadas – entre empregados da empresa e terceirizados – mais de 50 dias sem receber, ou seja, sem o que comer”, disse o senador . “Não aceitaremos calados! É fundamental uma resposta ao drama que vive a população do sul do Amapá”, disse em tom de indignação.

Em 2000 o Grupo Orsa comprou a Jari celulose. Em 2017, em virtude das dificuldades passadas pela população, a Bancada Federal interveio e solicitou o imediato refinanciamento das dívidas, que havia paralisado as atividades da empresa. Como resultado, conseguiu um empréstimo no valor de R$140 milhões .

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Celulose (Sintracel), Inavildo Quaresma, a empresa pegou o dinheiro e não fez investimentos no Jari. “Eles cresceram as outras empresas, em outros estados, e aqui não fizeram nada”, contou.

Mais de 90 mil pessoas, em Laranjal e Vitória do Jari, dependem economicamente da empresa. Em maio, deste ano, o Grupo Orsa chegou a enviar para a Ásia mais de 12 mil toneladas de celulose.

(Texto: Carla Ferreira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *