Lugar de destaque?

A FLAP é Feira do Livro do AMAPÁ.
O Governo banca tudo. As livrarias que montaram seus estandes lá  (o governo deu o espaço) tem a garantia de faturar no mínimo R$ 200 mil – que foi quanto o governo distribuiu em vale-livro. E a única coisa que pediu foi que os livros de autores amapaenses fossem colocados em lugar de destaque. Mas tem livraria que não deu ouvidos para esse pedido.
Numa delas, importantes livros de história do Amapá foram “expostos” no fundo do estande, na última prateleira, rés ao chão.
Olha aí:

flap-livros

  • Boa tarde querida, assim como foi feita a critica da livraria concorrente. Gostaria de ver o “elogio” referente o espaço especial que foi destinado aos autores amapaenses em nosso stand. Local este que foi muito criticado pelas outras livrarias.Q solicitaram uma reunião com a comissão da flap para pedir a retirada do espaço. Mas nosso pensamento é outro em questão a cultura e o incentivo do nosso estado. Já aproveito a oportunidade e convido você a participar de nosso Sarau de Poesia, que será realizado no dia 10.12 Apartir das 17 horas. Na LIVRARIA DIDÁTICA com a presença de nossos autores amapaenses.

  • Não acho que foram 200 mil jogados fora,um povo precisa de leituras para ampliar o seu universo de conhecimentos ,assim será capaz adquirir argumentos para enfentar diversas situações na vida.

  • Amiga,talvez o dono dessa livraria não seja AMAPAENSE,daí o descaso com a nossa literatura,besta dele pois temos escritores ,poetas e etc… excelentes.Um Exemplo.VOCÊ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *