• Interessante apreciar fotos antigas do meu estado. Apesar de morar em Recife há 3 anos sempre que posso faço uma visita ao meu simples, mas lindo estado.

  • Olá Paulo Silva, muito prazer. Minha irmã Angélica mora em Belém. É socióloga e leciona na UFPA. Casou e tem um filho. A outra irmã deve ser a Maria José. Trabalha no posto do INSS em São João de Pirabas, interior do Pará. Tem um casal e três netos. Grande abraço.

  • Fugi várias vezes da sala de aula para brincar nesta praça. dá uma gostosa saudade. Lamento saber pelo Jeremias que seu bandeira, que foi amigo do meu pai, esteja com a saúde abalada. Se não me engano, estudei com duas irmãs do Jeremias, e uma delas era a Angélica. Gostaria de saber por onde andam.

  • Boa lembrança José. O “Ambulatório Bandeira”, era do meu pai. “Seu” Bandeira, enfermeiro do antigo do GTFA. Hoje conta com 81 anos de idade e a saúde abalada por conta de dois AVC.

  • Na esquina da presidente Vargas indo para Candido Mendes estava a Papelaria do Sr. Wilson Carvalho, a Farmacia Hernani, a vila do Sr Pedro alfaiate, a residencia do Sr. Filomeno- Açougueiro, o Ambulatorio Bandeira, hoje ainda na luta, e a casa da Dona Filó.

  • Parece que no início dos anos 70, funcionou neste prédio ao lado da Igreja uma lanchonete de nome Confeitex. Alguém lembra? Esse garoto ai brincando parece com o Sapiranga. hehehehe.

    • Pena Geremias, que não era eu, pois conforme postado na legenda o ano é 1963 , esse seu amigo já estava com 18 anos e, como o pessoal da nossa geração tem outro comportamento, eu não poderia ocupar o lugar da garotada no brinquedo. Grato pelo lembraça e um forte abraço.

  • Muita gente exalta o progresso, mas confesso que me deu vontade de retroceder no tempo e curtir essa realidade. Reviver o tempo em que a violência se restringia a roubos de couve e galinhas.

      • Estudei na escola que funcionava no prédio da igreja. Lembro até que era aluna da professora Iracema Raiol (filha do Sr. carlito Prata, que cortava o cabelo das autoridades da época). Era um tempo maravilhoso, sempre atravessávamos para este parquinho. Saudades…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *