Retrato em preto-e-branco

Quem dançou, se esbaldou, namorou nos bailes da Piscina Territorial?
Houve uma época que os melhores bailes – até nas tardes de domingo – eram na Piscina Territorial. Muita gente descobriu  o amor de sua vida dançando de rostinho colado lá.
Se você é desse tempo diz aí que conjunto (naquela época não se chamava banda) é este que está tocando e o nome dos integrantes.
Ah, e pode contar umas “historinhas” que você viu, viveu ou ouvir falar daquele tempo.

  • O conjunto OS COMETAS è parte da minha familia. Obrigado a todos que se referem com carinho sobre o grupo. Gostaria de contar com alguem que tenha o dom da escrita para escrevermos juntos tudo o que sabemos obrigado.

  • Olá Alcinea
    É com grande adimiração poder ver novamente o meu GRANDE irmão Pedro o “Pedrinho Cometa” nesta foto ,relembrei dos velhos tempos destas festas que a piscina territorial realizava. nos eramos felizes e não sabia.

    Parabens pelas fotos.

    Roberto Oliveira

  • Oi Alcinéia, to muito feliz por essa homenagem ao “Os Cometas”, essa que tá cantando é minha tão amada mãe (Célia), meu pai (Sebastião Mont’Alverne) nao sei se também está presente nessa foto. Eu nao tive a oportunidade de vê-los tocar nesse tempo aí, mas com a graça de Deus, presenciei inumeras vezes as serestas, as reuniões em casa e casa de amigos, meu pai, minha mãe, tio Nonato, seu Amilar Brenha (falecido), Humberto Moreira e muitos outros…Melhores lembranças q tenho. Obrigada pela homenagem, vou mostrar a eles. Abraços!!

  • Oi, amiga.
    Em 1966 os Cometas fizeram um show de abertura no Glicerão, na passagem do Brazilian Bitles por Macapá. Não sei se alguém tem alguma foto desse evento. O “crooner” principal era o Nando, que deu um show. Lembro de uma música bem executada pelos Cometas: “Esqueça”, do Roberto Carlos.
    Um abraço.

  • Que bom rever o pessoal que embalou nossa juventude: Luiz (falecido), Altair (falecido) Gato (falecido), Valfredo (hoje Comissário de Polícia Civil), Nando (odontólogo), Assunção (não sei onde se encontra), Célia (voz afinadíssima – esposa do Sabá Mont’alverne) e Humberto Moreira (radialista pioneiro do Estado). Nesse mesmo time jogou: Roberval, Múscula, Aymorezinho, Cruz). Valeu Néa!

    • O Assunção, pai do meu amigo e grande cantor Cléber, já partiu. Além desses que o amigo citou, também passaram: Jaci (mora em Brasília- recentemente esteve aqui), Dom Pedro (mora em Calçoene), Lourdeval (Bafafá, crooner, já partiu), Nonato Leal, Edilson Campos (Mimi)….

      • Lamento pela notícia do querido Assunção. Salvo engano trabalhou na Polícia. Éramos amigos ao tempo de adolescência e um pouca da vida adulta. E realmente as pessoas que você citou participaram brilhantemente de “Os Cometas”. Lembro que no começo o Roberto Charone chegou a cantar. Valeu a informação, obrigado.

        • Na verdade se chamava Ricardi Charone e não Roberto Charone e obrigado por lembrar com carinho do conjunto OS COMETAS.

          • Olá meu irmãozinho WALFREDO. Só uma solicitação arruma uma outra foto que apareça o nosso grande amigo ESPÍNDOLA.
            Abraços na Rosinha.

  • Alcinéa adoro suas fotos antigas, trazem sem duvida, muitas recordações. Preciso de fotos da saudosa professora Deuzuíte, pois quero atualizar um quadro em nossa escola (E.E.DEUZUITE CAVALCANTE). Também gostaria que fizesse uma vizita…aguardo! diretor ARDELEY FERREIRA TAVARIS

  • Vez por outra, fico em devaneio quando o Grupo os Cometas reaparece em noites patrocinadas por pessoas que realmente gostam da boa música de os anos 60, 70 e 80. A maioria desses músicos continua “vivinho da silva”. A crooner é a inesquecível Edilamar Gibson. Observem as garrafas de Flip Guaraná e suco de uva. Eu só bebia água gelada.

  • Os Cometas, que coisa maravilhosa. Saudoso e queridíssimo Tio José (Assunção Marinho Santos) ou simplesmente Marinho para os íntimos, que junto com tio e padrinho Bi (Benedito) Trindade (Machado), co-fundador do Pilão, e os primos Socorro, Fátima, Beto Oscar, Emerson Melo(in memorian), Helder Melo, Cleber (filho mais velho do Assunção)e outros parentes, são referenciais de uma dinastia musical iniciada pelo tio-avô Mestre Oscar santos, que partitu em 1976. Até hj tem na casa da Vovó Anésia (LINDA) roupas utilizadas pelo Tio José em apresentações dos Cometas. Humberto, Roberval, Muscula, Nando, Espíndola, Walfredo, Pedro, Gato e tantos outros, são como parentes dada a relevância e o simbolismo que esse conjunto possui em nossa família. Parabéns Alcinea, mais uma, pra variar.

  • Grande Alcinéa Cavalcante,nós moradores da vila operária estamos montando um acervo da nossa vila, a vila de operários que construiram esta cidade de Macapá, fica na praça Nossa Srª da Conceição, entre as Ruas Odilardo Silva e Jovino Dinoá, com ilustres moradores como as famílias: Bonfim Salgado, Mané de Souza (Dr. Meré, Maneca),Dr. Oswaldo e Luiz Vicente,Serafim Capitulino, Manoel Messias (Valdo,Valdenora,Valdenor Souza)Marcelino,Marcelo Gurjão e Valdir, Valdenir Mendes), estamos precisando de uma foto antiga da Vila dos Operários para completar no acervo.

    • Olá Mano, eu também acompanho e agradeço a esta grande amiga Alcinéia por estas lembranças espero que encontre logo estas fotos.
      UM ABRAÇÃO.

  • oi Alcinea, um dos guitarristas é meu sogro, o saudoso Pedrinho (Altair. Saudades dele que sempre transformou, através da musica, nosso dia-a-dia em momentos maravilhosos. Ainda hoje o filho dele Cassio, meu cunhado, brilha no teclado e anima nossos encontros em familia. Minha filha Camila herdou o dom do vô Pedrinho e arrasta seu violão p/ todos os lugares. Sou feliz por fazer parte desta familia e ter convivido com ele. Ele faleceu diante de mim e meu marido, Clelio no Hospital São Camilo no dia 21/07/1999. Ele faria aniversario dia 26/07.Ele, além de musico , escreveu muitas poesias, qualqur dia desses levo algmas p/ poesia a boca da noite. Agrdeço pela homenagem.

  • Pulei carnaval num baile infantil de domingo à arde escondida de meu pai, rsrs.
    Qdo estudante no Barão ensaiavamos umas musicas com a Prof Elza para cantarmos em festividades no Cine Territorial ou na propria piscina. Quem lembra dessa musica: “Singrando vai a barca lentamente, dun la la la. Dum, la la la…Singrando vai a barca lentamente” etc. Eu sei que tem gente que lembra: 1964, 1965; Odilon, Cicero Bordalo??

  • Nossa que emocao…reconheci na hora meu tao querido e inesquecivel tio Luiz no contrabaixo…obrigada alcineia por compartilhar essa foto.

  • Que legal, boas recordações, tempos bons que não voltam mais, nesse tempo existia gente educada que sabia se divertir. Parabéns Alcineia.

  • ola Alcineia, eram tardes memoráveis que sempre eram frequentadas pela juventudo da epoca , onde quem sempre animava era os cometas, ai com luiz, walfredo, nando. um abraço

  • Década de 60. Baile na Piscina Territorial com “Os cometas” o conjunto musical da época.Na Foto estão;
    Lula (contrabaixo), Assunção (Trompete), Humberto Moreira (crooner), Walfredo (bateria), Pedro Altair (guitarra base), Célia (lady crooner) e Gato (guitarrista). Infelizmente Lula, Assunção, Pedro Altair e Gato já estão no andar de cima. Bons tempos aqueles.

  • Oi Alcinéa, apesar ser novo, eu frequentava os bailes vespertinos da Piscina Territorial, não cheguei a dançar mas apreciava os casais dançando. Desse conjunto só lembro do Walfredo, baterista, hoje Delegado de Polícia. Atentem para as garrafas no chão do chão, cerveja e guaraná Flit?

  • No contrabaixo, o Luizão; na guitarra-solo, o Gato; na bateria, Walfredo Costa; no piston, Assunção; na outra guitarra, por trás da cantora, me parece o Sabá.

  • Não cheguei a curtir esses bailes, mas fui a muitos bailes de carnaval no Amapá Clube e no Trem, ao som do “Placa Luminosa”, o conjunto do momento. Não me lembro direito, mas parece que tinha outro nome antes de adotar este.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *