Macapá 257 anos – Lembras…

cinedo cine João XXIII?

Ah, as famosas sessões de domingo à tarde, onde a gente se divertia com Carlitos, se empolgava com o Zorro e chorava com a Paixão de Cristo.

A entrada era pela Rua São José (depois aí funcionou uma papelaria) e a saída pelo Largo dos Inocentes, bem atrás da Igreja de São José.

A turma toda se encontrava no cinema. Os meninos levavam aquele monte de revistas embaixo do braço pra trocar na fila.

Depois do filme, um passeio no trapiche, um sorvete na taça na sorveteria do Macapá Hotel.

…………….

 

E do Cine-Teatro Territorial, lembras?

cine-territorialFicava no mesmo terreno da escola Barão do Rio Branco. Foi aí que aconteceu o primeiro Festival Amapaense da Canção (a música vencedora foi Canção Anti-Muro, de Alcy Araújo e Nonato Leal, interpretada por Célia Mont’Alverne).
No palco deste teatro se apresentaram grandes orquestras, famosos cantores e excelentes peças teatrais.
Era usado também para os programas de auditório da Rádio Difusora de Macapá. Também era um espaço muito bem aproveitado pelas escolas para realização de programações culturais.Quando criança integrei o grupo de teatro infantil da professora Aracy Mont’Alverne e tive o privilégio de me apresentar neste palco.
No palco do Cine Teatro Territorial brilharam cantores e músicos como Nonato Leal, Humberto Moreira, Aymorezinho, Sebastião Mont’Alverne, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *