Nunca houve no Brasil ofensiva tão atroz contra o trabalhador, diz Randolfe

O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) participou, nesta sexta-feira (28), da Greve Geral em Macapá, contra as reformas trabalhista, previdência e terceirização elaboradas pelo Governo Federal e retirada de direitos históricos da classe trabalhadora pelo presidente do Brasil, Michel Temer.
Randolfe disse que  o retrocesso, exploração e a usurpação destes direitos orquestrados pelo governo ilegítimo de Michel Temer precisa ser combatido.  Ele ressaltou que é fundamental que os trabalhadores resistam para que as conquistas ao longo da história do país não se percam por conta de desmandos do Governo Federal.
“Nunca houve no Brasil ofensiva tão atroz contra o trabalhador. Destrói direitos sociais conquistados ao longo do tempo. Buscam precarizar ainda mais as condições de sobrevivência do trabalhador brasileiro, aprofundam a recessão e aumentam o número de desempregos no país, com uma política econômica recessiva. Este governo ilegítimo em sua essência, anti-povo, antinacional na sua Constituição, não tem nenhuma razão para continuar existindo. Por isso os trabalhadores brasileiros foram às ruas aqui em Macapá e em todo o território nacional, para dizer em alto e bom som: “Fora Temer!”, disse  Randolfe ao discursar para cerca de 10 mil manifestantes.
(Com fotos e informações de Elton Tavares)
  • Com a GREVE GERAL constato que o “FUTURO DO POVO BRASILEIRO ESTÁ LANÇADO”. O povo começa a “acordar” da letargia. Nesse contesto, lembrei-me de uma frase, lida a alguns anos atrás, que se reavivou em minha memória, de Jean-Paul Sartre: “AS VÍTIMAS SÃO DETESTÁVEIS QUANDO RESPEITAM SEUS CARRASCOS”.
    Como o Povo Brasileiro, àquele que faz desse pais uma “GRANDE NAÇÃO”, JAMAIS RESPEITARÁ SEUS ALGOZES, LUTARÁ, SEMPRE, PELOS SEUS DIREITOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *