Drummond

Minha poesia é cheia de imperfeições. Se eu fosse crítico, apontaria muitos defeitos. Não vou apontar. Deixo para os outros. Minha obra é pública. (Carlos Drummond)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *