Poética

Poética
Francisco Dantas

Meu bem-querer,
não te assustes.
Eu sou teu anjo:
sem asas
sem auréola
sem curriculum vitae
e sem santidades.

Sou humano e mortal,
determinado, porém,
a velar por ti
com toda a força
dos sentimentos
dos meus versos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *