Aluízio Cunha – Os olhos da menina

Os olhos da menina
Aluízio Cunha
Olho os olhos tristes da menina
que perdeu a mãe
que foi ser estrela
que foi ser lua
areia sideral
fragmento de sol.
Olho os olhos da água
querendo sufocar as praias
alagar o mundo
inundar o globo
afogar o universo
querendo deslumbrar-se em Deus.
Olho os teus olhos
bem profundamente, menina,
e surpreendo
doce amor
amarga saudade.
(Extraído da antologia Modernos Poetas do Amapa – Macapá-AP, 1960)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.