Boa noite!

RaquelRaquel Braga  está na coletânea Poesia na Boca do Rio, que será lançada na próxima sexta-feira, 27, no Macapá Shopping das 18h às 22h

  • Acho que há um erro de conjugação do verbo ir no poema. No presente do indicativo, o certo seria vais, e não vás:
    eu vou
    tu vais
    ele/ela vai
    nós vamos ≈ imos
    vós ides ≈ is
    eles/elas vão.
    Com a palavra os nossos valorosos professores de língua portuguesa.

    • Não vejo erro na conjugação do verbo “ir”. Pois trata-se do modo subjuntivo, linguagem absolutamente própria ao requinte do texto. Parabéns, Raquel Braga pelo vocabulário. Questões assim, despertam o debate sobre nossa riquíssima língua e promovem diversificação de leitura e produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *