Chá da tarde

VERDE PRETÉRITO
Alcy Araújo

O sapo era verde
no lago verde.
O lodo era verde
no mar tão verde.

Eu era verde
ao poema verde.

A amada era verde
de olhos verdes.
O amor era verde
nos anos verdes.

A fonte era verde
a esperança era verde
e logo secou.

O sinal era verde
o carro era verde
a infância era verde
e se apagou.
(Do livro Autogeografia – 1965)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *