Conselho de Cultura

Governador Pedro Paulo Dias empossa hoje, às 11 horas no Palácio do Setentrião, os novos membros titulares do Conselho Estadual de Cultura. Entre eles os poetas Ricardo Pontes e Osvaldo Simões (foto).
Os dois serão os representantes da Literatura no Conselho. Eles fazem parte da diretoria do Clube dos Poetas e do Grupo Uni-verso.

  • Podem até mudarem os conselheiros de cultura do Amapá, apesar das ressalvas quanto a formação acadêmica e visão sobre o que é cultura que alguns desses venham a ter, mas isso não é indicativo de melhoria para a cultura amapaense. Minha reinvidicação e de muitas amapaenses que militam verdadeiramente na cultura, seja essa vista sob múltiplos olhares e preceitos, é até quando vai haver essa hegemonia cultural comandada por pessoas que só advogam para uma minoria e que cada vez tem deixado o Estado do Amapá aquém do que se considera realmente como cultura.Cadê grandes espetáculos musicais como peças teatrais, ópera, concertos musicais com orquestra e câmara, ateliê, exposição de artes, grupos corais, feira e lançamentos de livros de escritores amapaenses? Infelizmente o que vemos é um curral eleitoral e muita gente com sua pouca arte gravitantando em torno do poder público, ou melhor, dos recursos que nós contribuintes pagamos e que não são deduzidoz em imposto de renda. O pleito eleitoral está na porta e podemos sim, fazer a diferença.

  • Alguém pode me explicar quais as atribuições de um conselho de cultura estadual? O que ele faz? tem orçamento anual? quanto? seus membros são remunerados? quanto recebem? quantos compôem tal conselho? quando foi criado? há eleição? se há, quem pode votar? qual o período de mandato? poderia ser diferente do modo como é concebido hoje? porquê quem nomeia é o governador e não as pessoas ligados à cultura?

  • Os dois são muito bons,
    Mas vou te falar a verdade, este Governador Pedro Paulo, terminou de negocia o setor cultural, com o Milhomen, o Secretario de cultura foi condenado por malversação de recurso publico, o Projeto Teia cultural um tremendo fracasso de público, não se sabe o que fizeram com o recurso de divulgação, as na SECULT, os únicos departamentos que funcionam é Sala do secretario, gabinete e financeiro, pois as decisões não passam pelo setor técnico.
    Os Conselheiros antigos, não davam brecha pra este secretario, pois ele tinha que fazer as coisas certas.
    Somente alguns gatos pingados recebiam recurso, e por falar nisso.Esta posse é irregular, pois existe uma resolução que tem força de lei, baixada pelo conselho de que deve haver o cadastramento das entidades culturais no amapá, a partir daí sabendo quem existe, e quem esta adiplente com o estado, podera ser feito a eleição. Mas como é o dep. Evandro Milhomen, que tem parente no MP, tudo se pode.
    A propósito KD a Policia Federal, pra dar uma olhadinha nos recursos federais que vem para cultura.
    Hum! vamos esperar o resultado das urnas, a proposito sou amapaense, nasci aqui, quero ver meu estado crescer, nem que pra isso cortemos nosso pé, siguinifica de dizer, que estes que nasceram aqui e não respeitam nossa história, tem que serem abolidos.
    VIVA AS PESSOAS BEM QUE NASCERAM NESTA TERRA, VIVA A VC VIVA A MIM, VIVA A MINHA MÃE A MEU AVÔ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *