Explicação

Explicação

Vivo do ato de escrever
sobre tragédias
e espetáculos
sobre o candidato vitorioso
e o derrotado
sobre o deputado corrupto
e o governante que finge ser honesto
sobre a exportação da mandioca
e a importação da farinha
sobre a fome e a riqueza
sobre o real e o dólar.

Perdoa-me, Anjo.
Não sobrou tempo
para escrever
um poema de amor.

(Alcinéa Cavalcante)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.