Parabéns, poeta

O “poeta da fronteira” Marven Franklin conquistou o  segundo lugar no Concurso Nacional Novos Poetas /CNNp da Editora Vivara e Revista Universitária com a poesia “Zepelins imaginários”.  O concurso teve mais de três mil inscritos.
Marven é paraense, mas há vários anos mora no Amapá, mais precisamente no município de Oiapoque.
Parabéns, poeta.

Sempre digo que a poesia produzida no Amapá não fica nada a dever ao que se produz em outros estados. Prova disso é que poetas amapaenses sempre vencem concursos nacionais. Ano passado, por exemplo, Annie de Carvalho e Leonardo Braga venceram esse concurso também disputando com mais de três mil poetas de todo o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *