Ainda sobre a Maternidade Mãe Luzia

A deputada federal Janete Capiberibe (PSB_AP) relatou hoje, na tribuna da Câmara dos Deputados, a falência dos serviços públicos do Amapá. Parabenizou a reportagem da TV Globo que mostrou ontem no Fantástico as péssimas condições da Maternidade Mãe Luzia, onde a cada dois dias um bebê morre. Ela disse que a   situação é resultado da quadrilha que se apossou do Amapá.
Eis o discurso que ela proferiu há pouco na Câmara:

“Senhor Presidente;

Senhoras e senhores Parlamentares;

O Fantástico, da TV Globo, exibiu, ontem (domingo, 2), uma reportagem mostrando a falência da saúde pública no Amapá. Na Maternidade Mãe Luzia, na capital, já morreram 57 bebês desde o final de 2009. Um bebê morto a cada dois dias, índice 6 vezes maior que a média nacional.

Em fevereiro passado, denunciei nesta tribuna e ao Conselho Nacional de Saúde a morte de 26 bebês em 45 dias. Em sete anos, morreram quase três mil bebês, a maioria na Maternidade administrada pelo governo do Amapá.

Em outro hospital do estado, o de Emergência, os pacientes esperam no chão para serem atendidos e passam semanas deitados em macas e bancos. Não por acaso. Só na Operação Antídoto, a Polícia Federal constatou desvio de R$ 40 milhões da saúde pública do Amapá.

Em qualquer área da administração pública, isso não é novidade para a população do Amapá.

Tem sido assim, nos últimos 7 anos, desde quando o grupo político auto-intitulado ‘harmonia’, encabeçado pelo senador Sarney, pelo governador Waldez Góes e seu primo Roberto Góes, prefeito, toma conta do Amapá.

Em 2007, há três anos, denunciei o o desmonte na saúde pública do Amapá ao Ministério da Saúde e ao Ministério da Justiça. Já pedimos intervenção do Governo Federal. Não foi feito nada. O Governo Federal se deixa amarrar as mãos…” (Clique aqui para ler a íntegra do discurso)

  • Pingback: Notícias Daqui | A Hora da Verdade – por Walter Junior

    • Meu caro Eduardo,
      Vc está redondamente enganado. Nunca tive cargo comissionado, trabalho, como funcionário concursado, em um banco federal, e nem conheço o CAPI, pessoalmente. Apenas gosto da sua trajetoria de vida e política, por ter tido peito de SER oposição ao chefe maior da harmonia tucuju. Boa Noite, e se eu sou capiroto, com orgulho, vc deve ser ou ZOIUDO OU BIGODUDO OU PESCOÇUDO HARMONICO. Boa Noite e bom sonhos, pois amanha as 8 tenho que tá no batente, FIU

  • Nossa, ainda tem gente que critica a reportagem? Ainda tem gente que bota culpa no cara que tá fora da política há mais de meia década?? Pessoas assim, é o mesmo que cúmplices de um assassinato. Nesse caso, uma CHACINA. A Chacina da Mãe Luzia!!

  • p/ Eduardo:
    é melhor ser “capiroto” como vc fala, mas andar de cabeça erguida, do que ser defensor dessa corja de malfeitores que defendes. Vc deve estar feliz com as mortes da criancinhas, pois deve estar mamando bastante na teta e tem dinheiro para usar o melhor plano de saúde do AMAPÁ: TAM, GOL, PUMA…

  • Oi Alicineia permito-me chama-la por seu nome moro na França de pai frances mas de mae brasileira .Nasci nesse hospital a qual minha mae se lembra um duro momento de desprezo comparado ao tratamento a qual ela ja tinha recebido em hospitais de primeiro mundo . Mas o que interressa nao é minha vida mas sim esses recém-nascidos que morreram no mae luzia lastimo muito esse tratamento a qual vem recebendo nosso estado pela quadrilha de ladroes que sao esses politicos que estao acabando com a dignidade do povo amapaense como se pode ter que escolher quem vai ou nao receber aparelho respiratorio OS AMAPAENSES TEM ALCINEIA QUE DAR UM PONTA PE EM ESSES MARANHENSES E PARAENSES ESPOLIADORES E COLOCAR DIRIGENTES AMAPENSES NO PODER

  • muleke disse:
    4 de maio de 2010 às 9:01A imprensa ALCOVITEIRA está revoltada e já achou os culpados. Sabe quem são? Thma!Tham! Tham! tham! ….. O Zeca Camargo e a Patricia Poeta, que jamais deveriam ter divulgado a morte de apenas 56 bebes esse ano.
    Muleke, que se fosse nascer em Macapá ia pedir pra ir pro Bailique ser aparado por parateita tradiconal de lá. É menos arriscoso.

    • Dou-lhe razão e acho que eu ia junto também, nascer ou parir la pras bandas dos interiores com as parteiras! Nascer ou parir aih é questão de vida ou de morte.

  • Robert, em vez de criticar uma pessoa que está desde 2002 fora do governo,tentando, sem conseguir, desviar o cerne da questão em questão, vc deveria cobrar soluções do governo(ou desgoésverno) que idolatra e defende. Como vc diz o Capi não tem respaldo. Quem tem são os “harmônicos” que em quase oito anos, já tiveram operações da PF, Sanguessuga, pororoca, areoporto super-hiper-faturado, eleiçoes ganhas fraudulosamente, e em 2006 foi armação do CAPI(Reportagem sobre a Maternidade). Agora, vcs vão dizer que foi o CAPI, que manipulou a Tv Globo, aliada de muitas decadas do lider maior da harmonia tucuju, para colocar a reportagem. Esse caso não é de política e sim de polícia. Que Deus ampare as famílias enlutadas e que ilumine as cabeças dos governantes de agora e os futuros. Nós, população, que precisa desse serviço essencial temos esse direito, e é DEVER dos mandatários dse plantão…

  • deixa de ser cara de pau otizete e janete lembras quando o Capi simulou que que a maternidade estava atendendo nos corredor e que não pasou de uma simulação do dissimulado do capi com que credibilidade a janete vem falar do problema da maternidade precisamos e de solução não de criticas ainda mais partindo dos capirotos que não tem credibilidade nem um no estado,,,oleo de peroba pra passa na cara de vcs…

    • Vc que esta recomendando esse óleo,aproveita e passa na sua cara de pau e na dos seus “cumpanheiros”.Essas “mazelas” em Macapá não acontece só na sáude.Macapá precisa sim de uma intervenção federal e URGENTE.A prioridade do ex governo (e me parece do atual),sempre foi estar bem na foto na mídia jabazeira(destinou muita grana p/propagandas),se lixando p/saúde,educação e outras prioridades,onde um governo sério e comprometido com o bem estar do seu povo e Estado faria.ACORDA POVO DO AMAPÁ.

    • Robert, o idiota aquilo não era armação não…armação foi o que fizeram com a denuncia….
      Imbecis como vc são cumplices nesses assassinatos….
      Pessoas como vc dão nojo…baba-ovo de corruptos assassinos de crianças.

  • Ah! se o Amapá tivesse parlamentares atuantes a favor da sociedade amapaense como a Deputada Janete Capiberibe.
    Parabéns Janete, vc nos enche de orgulho, continue seu trabalho, afinal o Amapá precisa de vc.

    • Sou de S.Paulo e quero saber o que é CAPI.
      Estou fazendo uma campanha na empresa onde trabalho para podermos comprar um respirador e colaborar para nenhum bebê morrer por falta de ar. Ah se as pessoas , por um instante parar , e pensar no PECADO, de contribuir nesse ato de deixar esses inocentes morrerem.Não se esqueçam que o dono esta de olho em tudo e em todos.DEUS ! ! !
      Por gentileza se alguém puder responder o que é o CAPI, se for uma entidade de responsabilidade quero me unir pra ajudar, apenas isto.
      Ana Luzia
      S.Paulo

      • Capi é uma alcunha carinhosa que se dá, aqui no Amapá, a João Alberto Capiberibe. Ele foi governador por dois mandatos, foi prefeito de Macapá e Senador cassado por armação de um grupo político denominado de “harmonia”. Capi é autor da Lei de Transparência dos gastos públicos que passará a vigorá no Brasil todo a partir de 27 deste mês. No governo de Capi não havia esse desgoverno, esse total abandono ´do Estado, essas barbaridades que hoje o Brasil todo conhece. Capi, qdo deixou o governo, deixou-o em boas condições e com dinheiro em caixa. A Maternidade Mãe Luzia, na época, era referência na região Norte. Capi era e é o cara!! O Amapá precisa de Capi!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *