Ao assumir cargo de deputado, Furlan diz que medicina é sua maior paixão

furlanAo ser empossado segunda-feira no cargo de deputado estadual, na vaga deixada por Ocivaldo Gato, o médico cardiologista Antônio Furlan disse que a medicina é sua maior paixão e que por isso vai continuar medicando, clinicando e operando, como sempre fez.
Ele ressaltou que quando aceitou o desafio para concorrer ao cargo de deputado estadual, pelo PTB em 2010, foi com o intuito de trabalhar principalmente na melhora da saúde pública
.

(Foto: Gérson Barbosa)

  • Mais um politico e menos um medico. Gostaria de saber porquê muitos querem ser políticos. Posso arriscar algumas:
    os políticos têm planos de saúde diferenciados;
    os politicos têm planos de aposentadorias diferenciados dos demais trabalhadores;
    os polítocos onde chegam são idolatrados por puxa-sacos;
    os politicos podem empregarem seus gabinetes confortáveis seus parentes, amigos e amantes,
    os politicos podem cometer crimes de qualquer espécie que nunca serão punidos.
    Conclusão: ser politico é a melhor profissão que “democracia burguesa” já inventou.
    PS: espero que publique minha opinião.

  • Criticar parece ser o mais fácil. Dr. Furlan afirmou ser um apaixonado pela medicina. Infelizmente paixão sem politicas publicas para a saude não adianta muita coisa.
    Lute para que a saude do nosso Estado melhore. Sei e conheço o trabalho social que o senhor desempenha.

    Parabens pela vitoria e pela coragem em se candidatar e assumir o mandato.

    E ja lhe proponho uma ação: peça ao governador parar de fazer reforma em hospitais e contruir um novo….

  • A prática da medicina deve ser um SACERDÓCIO.
    A prática da política deve ser em prol da população, com projetos voltados ao bem estar das pessoas.
    Boa sorte e não se deixe “embriagar” !

  • O Dr. Furlan com esta declaração de que “a medicina é sua maior paixão”, está sendo contraditório, pois, se fosse verdade, sincero, ele não assumiria a cadeira de Deputado Estadual. Não se pode atender a Deus e ao diabo ao mesmo tempo. Um dos dois encargos terá prejuízo na sua eficiência. A nossa saúde já está debilitada e com menos um médico com o seu tempo reduzido na dedicação prática, o povo que se exploda!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *