Clécio anunciou hoje mais 11 nomes que comporão seu governo. Veja quais são

Clécio Luís anunciou hoje mais 11 nomes para compor seu governo.
Veja quais são:

Margarete Gomes – Superintendência de Vigilância em Saúde – SVS
Farmacêutica e servidora do Governo do estado do Amapá, Especialista em Planejamento e Avaliação de Políticas Públicas e em Gestão em Saúde Pública, Mestre e Doutora em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários, Pós-doutora em Estudos de Fronteiras – Relações Internacionais. Atuou como Membro do Comitê Científico no âmbito do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública durante a pandemia de COVID-19.

Dorival da Costa dos Santos – Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Amapá – Rurap
Bacharel em História e Direito, Mestre em História Social e Doutor em Sociologia e Direito. Possui vasta experiência em gestão pública sendo secretário de Governo de pastas como segurança pública, planejamento e turismo. Atualmente é diretor do Centro de Estudos e Pesquisas Arqueológicas do Amapá.

Keuliciane Baia – Escola de Administração Pública – EAP
Bacharel em Secretariado Executivo, Especialista em Gestão Pública e Planejamento Governamental e Gestão por Resultado. Foi Secretária Adjunta da Secretaria de Educação do Governo do Estado, atuou na gestão pública com 14 anos de experiência em órgãos como SEAD, UEAP e Escola de Administração Pública do Estado.

Jorge Emanoel Amanajás – Companhia de Água e Esgoto do Amapá – Caesa
É Engenheiro Civil, já foi secretário de Transportes do Estado do Amapá, secretário de Relações Institucionais, foi Deputado Estadual pelo Amapá por 3 mandatos consecutivos, presidente da Assembleia Legislativa e presidente do Parlamento Amazônico.

Priscila Dos Santos Magno – Secretária Extraordinária De Políticas Para A Juventude – SEJUV
Advogada, pós-graduanda em Direito Administrativo. Foi ativista do movimento estudantil.  Atualmente exerce a função de Assessora Técnica Executiva na Prefeitura de Santana.

Reneval Tupinambá – Amapá Terras
Graduado em Engenharia de Agrimensura, atuou no serviço público Federal como Superintendente Substituto e Coordenador da Superintendência do Patrimônio da União, e gerenciou unidades do Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Estado do Amapá – IMAP.

Álvaro Renato Cavalcante – Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá – DIAGRO
Médico Veterinário, Especialista em Defesa Agropecuária e Especialista em Processamento e Controle de Qualidade em Carnes, Leite, Ovos e Pescado. Já foi coordenador da Agroindústria no RURAP, Presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amapá. E é atualmente diretor-presidente da DIAGRO.

Ane Marques – Secretaria da Transposição
Formada em ciências biológicas, pós graduada em docência do ensino superior, professora do Estado há 16 anos, Servidora da justiça do estado do Amapá há 10 anos, Presidente do sindicato dos serventuários da justiça do Amapá – Sinjap, Coordenadora da federação dos trabalhadores do judiciário dos estados – Fenajud.

Edivan Barros de Andrade – Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia – Setec
Historiador e Advogado, com treinamento em Expert Liminar. Pós-graduado em direito ambiental e políticas públicas, especialista em desenvolvimento sustentável e gestão ambiental e mestre em desenvolvimento integrado regional. Foi Superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, secretário Municipal de Meio Ambiente e Turismo, secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitacional e Secretário Adjunto de Governo da capital.

Anne Monte – Secretaria de Turismo
Graduada em Administração, Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental. Foi Subprefeita da Zona Sul de Macapá. Presidente da Associação de Microempresa e Empresas de  Pequeno Porte da capital amapaense.

Lucas Abraão – Secretaria de Relações Internacionais
Bacharel em Relações Internacionais, analista de comércio exterior. Pós graduado em gestão pública e pós graduando em Direitos Humanos, Responsabilidade Social e Cidadania Global. Já foi secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Macapá e Secretário Municipal de Assistência Social da capital.

Veja aqui os 26 nomes anunciados anteriormente

  • Enxugar a máquina extinguindo todas secretarias e os funcionários despachando em home office para ter dinheiro e contratar mais funcionário cada um com uma tarefa e profeddor com uma turma. Os futuros funcionários entrarão sem concurso serão efetivos e quem nunca estudou e os que não terminaram trabalharão no governo 2 hora e estudam 4 horas. Chega de patifsria com o povo xe novo não vi nada. Esperava que uma transformação abrupta e o que vejo mais secretaria e o Lula mais Ministerios. Valhame Deus com esses descaso com o desempregado morrendo soterado nos morros e o menino de 12 anos foi encontrado cadáver porque não tem defeda civil em cada canto o que tem sao5ministros ganhando salários exorbitantes. Vamos acabar com esse sustema hipocrita que em vez de derrubar todos os morros vão gastar em posse podendo zer apenas entrega da faixa ou nem ter porque Bolsonaro não gosta dessas cafonices e o povo protestar e pefir tudo para os povres por manifestações ou por abaixo-assinado. Um prefeito disse não vai ter festa de fim de ano por causa das vítimas da tragédia que não querem construir rios e sim criar ministérios e secretarias. Benza-nos Deus e nos livre de pessoas insanas nessa política de nojo.

  • Enxugar a máquina extinguindo todas secretarias e os funcionários despachando em home office para ter dinheiro e contratar mais funcionário cada um com uma tarefa e profeddor com uma turma. Os futuros funcionários entrarão sem concurso serão efdtivos e quem nunca estudou e os que não terminaram trabalharão no governo 2 hora e estudam 4 horas. Chega de patifsria com o povo xe novo não vi nada. Esperava que uma transformação abrupta e o que vejo mais secretaria e o Lula mais Ministerios. Valhame Deus com esses descaso com o desempregado morrendo soterado nos morros e o menino de 12 anos foi encontrado cadáver porque não tem defeda civil em cada canto o que tem sao5ministros ganhando salários exorbitantes. Vamos acabar com esse sustema hipocrita que em vez de derrubar todos os morros vão gastar em posse podendo zer apenas entrega da faixa ou nem ter porque Bolsonaro não gosta dessas cafonices e o povo protestar e pefir tudo para os povres por manifestações ou por abaixo-assinado. Um prefeito disse não vai ter festa de fim de ano por causa das vítimas da tragédia que não querem construir rios e sim criar ministérios e secretarias. Benza-nos Deus e nos livre de pessoas insanas nessa política de nojo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.