Dalto Martins – carnavalesco

Ele era amante do carnaval. Ajudava financeiramente várias escolas de samba e blocos. Freqüentava as quadras das escolas, participava de ensaios, pagava sempre uma cervejinha gelada e um churrasquinho para os ritmistas.
Gostava mesmo da folia, curtia pra valer o Reinado de Momo.

Tinha um sonho: sair na bateria do Piratão. E realizou este sonho no último carnaval. Saiu na ala de tamborins da bateria e logo recebeu dos companheiros da escola o título de “tamborim de ouro”.

Rostan Martins, Coló , Alcinéa Cavalcante e Dalto Martins assistindo ensaio técnico das escolas de samba no Sambódromo em 2010

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *