Entre aspas

“Daqui a pouco vão querer diminuir para seis anos e as crianças continuarão desprotegidas; o que falta não é punição e sim que se ofereça políticas públicas para evitar a violência; o que falta mesmo é educação”
Deputado estadual Pedro da Lua sobre redução da maioridade penal

  • Não adianta a gente jogar com as palavras acerca de questões tão complexas..
    Uma das maiores desgraças do Brasil é a corrupção que impede o recurso chegar ao seu devido destino…
    Dar ouvido a político é dizer amém a essa pilantragens que ocorrem com nosso suado dinheiro..
    Agora, lugar de bandido é na cadeia, seja assassino, ladrão, corrupto, político…o resto é conversa.

  • Antes de tudo falta a presença da família, pais que não cuidam e nem educam mais seus filhos, dando bons exemplos. Criticar o estado é fácil, quero ver é fazer a lição de casa. Parabéns deputado Pedro Da Lua !

  • Queria parabenizar a visão do Deputado Pedro Da Lua, que vêm em seu primeiro mandato, lutando e trabalhando muito, com ações e projetos sociais, fazendo a sua parte dando oportunidades e incentivos aos jovens para seguirem outro rumo de vida, pois não adianta trancar nossa juventude em uma cadeia, pois lá sim é a uma fábrica do crime, todos, todos, fazendo sua parte, mudaria e muito essa triste realidade de nossa juventude hj sem oportunidades fica ociosa e acaba enveredando para o mundo do crime, não adianta só críticar, e sim fazer igual ao Deputado, ou seja, gir!!

  • Demagogia barata! O que tem destruído as crianças desse país é a corrupção, em especial da educação e saúde. Quero ver ele discutir sobre os gastos astronômicos da assembléia, notas frias, empresas fantasmas, diárias, etc.

  • sempre trabalhei fora e meus filhos ficavam com terceiros e nem por isso tornaram-se delinquentes, acho que independente de deixar em creches ou não até porque as creches tem educadores, e se houvessem creches suficientes seria bom demais, o perigo é essas crianças crescerem na rua.
    Cada um deve fazer a sua parte: família, escola e o poder público, é o que eu acho!

  • Falácias deputado, falácias. Nada vai além em nosso País, a não ser falácias. Falta ação do legislativo, que em muitos casos não cobra a execução das leis por ele criadas.

  • Falar sr. deputado é muito fácil,quero ver é fazer essas politicas públicas.Oque mais se vê nessa AL do Amapá é o escancaro de gastos desnecessários,uso indevido do dinheiro público.Faça sua parte nesta e em outras questões,que já vai estar de bom tamanho.Vcs foram eleitos p/fazer a máquina funcionar em prol do povo e não contra.

  • A AL do Amapá tem sua parcela de culpa nesta questão,e como tem.Dinheiro desviado dos cofres públicos,fz falta p/tal educação e politicas públicas no combate à violencia.

  • Em carta, há alguns anos, o professor Antônio Munhoz Lopes escreveu para mim: “A infância morreu. O mundo moderno matou a infância”.
    Some-se a isso o fato de muita gente querer filhos, mas pouca gente querer criar. Antes, as crianças eram amamentadas e criadas pela mãe, enquanto o pai supria o lar; hoje, são amamentadas pelos bombeiros e criadas pela tia da creche. A propósito, já se fala até em creche em tempo integral. Se os pais não acompanham o desenvolvimento dos filhos, como se dão o direito de cobrar um comportamento adequado deles?
    .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *