Ex-deputado Bruno Mineiro cumpre agenda de visitas

Mesmo sem mandato o ex-deputado estadual Bruno Mineiro continua trabalhando no sentido de detectar problemas que afligem a população e sugerir soluções.
Mineiro iniciou o ano cumprindo uma agenda de visitas às instituições. Ontem ele esteve na Polícia Militar, onde foi recebido pelo recém empossado comandante geral Coronel Rodolfo Pereira. Os dois conversaram sobre os problemas na área da segurança  pública e as  medidas que o  novo comandante está implantando para combater a criminalidade, como  o reforço nas operações policiais. Bruno pediu mais apoio da Polícia Militar ao município de Tartarugalzinho. Ele ressaltou  que quando foi deputado cobrou insistentemente reforço policial e uma maior estrutura para a segurança naquele município.
Desse encontro, o ex-deputado saiu com uma boa notícia para o povo de Tartarugalzinho, sua cidade: das 30  novas viaturas entregues pelo governador Waldez Góes semana passada à PM, duas irão para Tartarugalzinho, uma delas para atender exclusivamente o distrito de Aporema. “Saí feliz desse encontro ao saber que nossos pedidos estão sendo atendidos”, disse.
Essas viaturas  foram adquiridas com recursos do Tesouro Estadual, Ministério da Justiça e de emendas parlamentares das deputadas federais Dalva Figueiredo e Fátima Pelaes e do senador Randolfe Rodrigues.
E já não era sem tempo, pois a única viatura existente naquele município praticamente já virou sucata, de tão velha e rodada que é.

Na agenda de Bruno Mineiro estão programadas visitas a todas as secretarias de Estado e órgãos federais. Se isso faz parte de uma pré-campanha a deputado ou ao governo, Bruno Mineiro não diz. Pelo menos por enquanto.

Bruno Mineiro é engenheiro civil. Aos 30 anos, em 2010, estreou na política elegendo-se deputado estadual pelo PTdoB (foi o sétimo mais votado). Em 2012 licenciou-se do mandato para assumir o cargo de secretário de Estado dos Transportes. Em 2014, embora as pesquisas apontassem que se reelegeria facilmente, Bruno tentou um voo mais alto. Candidatou-se ao governo e ficou em quarto lugar com 30.135 votos (7,87%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *