Me mata de vergonha…

No feriadão, o Amapá foi duas vezes notícia negativa na mídia nacional.
Quinta-feira a revista Época veiculou matéria dando conta que o governador Camilo Capiberibe está sendo investigado pela Polícia Federal.
Ontem, o Fantástico exibiu reportagem sobre a absurda verba indenizatória dos deputados estaduais.
Partidários do governador desqualificam a Época. Partidários dos deputados desqualificam o Fantástico.

  • Estou com pena dos nosso deputados. Coitados, tiveram que reduzir aquela verbinha indenizátória para míseros cinquenta paus.
    E as diárias, então, cairam para R$ 1.600,00(hum mil e seiscentos reais). Uma niharia. Desse jeito não vai dar mais para viajar para o interior. Pô, meu, pra passar necessidade, sem grana no bolso? Assim não vou, mando um assessor.De preferencia, um bem puxa-saco, que viaja sem cobrar nada. Pela camisa.

  • O Jonatas postou na Alcilene:
    Tá na coluna do Cláudio Humberto de hoje:
    Por nossa conta
    O carro oficial do governador do Amapá, um Renault Megane, placa preta, estava estacionado hoje pelas 11h, ontem, na QI 26 do Lago Sul, em Brasília onde funcionaria um escritório de advocacia.

    • Não sei porque tanta preocupação em avisa isso. É muito natural qualquer pessoa procurar advogados, tanto errado ou não o certo e ter advogado. Nao sou nenhum puxa-saco e muito menos dependo do Governo. Porque voce nao me reposnde: CADÊ OS QUASE 2 BILHOES QUE SUMIRAM DA GESTÃO DO WALDEZ GOES?

  • A televisão denunciou um político amapaense, mas não guardei o nome dele. O cara ganhou 56 diárias no mês. P#@#, um mês tem no máximo 31 dias. Seria o milagre da multiplicação dos peixes adaptado para a roubalheira política?

  • E mais impressionante e revoltante ainda é ver policiais que recebem por mes o equivalente a uma diária de um deputado, agir daquela forma para reprimir um protesto contra essa corja que ai está.

  • Nós eleitores temos uma grande parcela de culpa nessa pouca vergonha que são esses deputaodos da assembléia legislativa. A sociedade precisa criar vergonha na cara e procurar votar em pessoas compromotidas com a melhoria das condições de vida da população.Sabemos muito bem que essas figuras carimbadas da política amapaense, principalmente esses que apareceram no fantástico e JN, só estão milionárias e ganham eleição graças a famigerada compra de fotos, principalmente das pessoas mais carentes.

  • Caro Domenico, comungo com você de que há uma forma de mudar e tenho também esperanças mas, para isso, é preciso que a população vá as ruas e tome atitute como fizeram nossos nobres joves. Abraços.

  • Vai ver que essa rede mixuruca de televisão, a Globo, e seus jornalistas, devem estar atrás de um jabazinho do governador e seus deputados. Quá, quá,quá quá!!!

  • Concordo contigo Alcinea. Realmente é uma vergonha. Nós que estamos fora do estado, só temos a lamentar esta fama que o Amapá tem. Mas, acredito que um dia isso pode mudar. Basta esperar a próxima eleição e deletar todos esses deputados larápios.

  • Se voce é contra a verba indenizatória dos deputados estaduais, se voce é contra a corrupção instalada na Assembléia Legislativa, junte-se a nós, estudantes! Venha amanha, dia 10 para frente da AL manifestar seu repúdio e assinar o baixo assinado.

  • ALCINEA, GOSTARIA DE PARABENIZÁ-LA PELA CORAGEM DE INFORMAR O POVO DO AMAPÁ DE TODOS ESSES DESMANDOS.AGORA LHE PERGUNTO COMO O ESTADO DO AMAPÁ PODE CRESCER COM TANTOS DESVIOS DE VERBAS PUBLICAS ? COMO TER QUALIDADE DE VIDA? COMO GERAR EMPREGOS PARA NOSSOS JOVENS?COMO MELHORAR A EDUCAÇÃO?COMO CONSTRUIR MAIS HOSPITAIS, ESCOLAS, CRECHES, CASAS? INFELIZMENTE TENHO CONVICÇÃO QUE NÃO TEMOS RESPOSTAS.

    • Silvana, verdade. Parabéns mesmo a Alcinéa em divulgar mesmo a noticia do jeito que é. Isso é jornalismo com compromisso.

  • Se nao formos pra rua manisfestar a roubalheira vai continuar. Os nossos nobres deputados irão continuar a rir do povo de Macapá.Vamos fazer barulho, mostrar pra esses caras que a sociedade não estar morta, que nao aceita enriquecer certos políticos enquanto a população sofre nas filas de hospitais e por falta de remédios estão morrendo. É muito dinheiro pra quem faz pouco pela populaçao, ta na hora de cobrarmos nossos direitos e valer nosso VOTO. Fora deputados riquinhos e gananciosos, chega de enriquecer a nossas custas.

  • Meu Deus! Ate quando vamos ter que aturar isso?
    E uma vergonha para o nosso estado, nas proximas eleições vama votar para mudar, escolhendo melhor nossos candidatos, vamo tirar essas sanguessugas da A.L se possovel vamo trocar todos os dputados q estão a decadas nos roubando e fazendo poze com nosso dinheiro!

  • Que vergonha!!! Bando de larápios! Sanguessugas do dinheiro público! Alguém tem que fazer alguma coisa. Se não fizerem…a sociedade civil organizada tem que se mobilizar pra pressionar e tentar acabar com essa farra! Chega!!! Todo mundo sabe que eles roubam mesmo. Até quando isso vai durar???!

    • Olha a calúnia! O gerente do posto disse que não conhecia esse tal JK. Talvez tenha confundido com o Juscelino Kubitschek, morto na década de 1970.

      • E ainda quer ser prefeito de Macapá, apoiado pela corja de deputados! Por um acaso, não foi desse posto os tiquetes de combustível pegos junto com dinheiro de boca de urna nas eleições de 2006, quando o deputado se elegeu pela primeira vez? Me fala ai!

  • O que fazer em um Estado onde ser partidário e operário de politicagem é profissão ? A política corrupta é a única atividade econômica desta UF e está enraizada na sociedade, onde cada amapaense tem algum tipo de vantagem (assessoria, emprego, contrato e etc.) oriundos da atividade política. E ainda existem amapeaenses que acham que este feudo é “politizado”, mas ignoram que a suposta “politização” é interesseira e individualizada.

  • Enquanto o povo não for para a rua defender seu dinheiro desses bandidos, esse estado não sai do buraco.Senhores deputados, senhor governador, vocês envergonham o nosso estado.
    (…)

    • Com toda certeza, a grande maioria desses ladroes voltam, e com o voto do povo. E por muitas vezes nao e so do da periferia, tem voto de pessoas esclarecidas. Nos somos um povo muito acomodados, é cultural, herdados por ex terrritório, onde td vinha de Brasilia! Temos que mudar amapaenses.

    • Como dizia Joenville Frota: “são todos farinha do mesmo saco”. Sujos falando de maus lavados, querendo manter-se nos cargos para usuparem o dinheiro do povo cada vez mais.

  • A grande maioria desses deputados serão reeleitos, contarão logicamente com os recursos que estão acumulando, com a imprenssa( … )e com a ignorância do povo que aceitara migalhas em troca de voto, e assim com pequenas mudanças nos cargos do executivo, teremos o Amapá do novo milênio mergulhado na miséria com as suas oligarquias arrogantes donas de sí prontas para massacrar aqueles que tentarem melhorar o quadro atual, é uma pena.

  • Alcinea, o povo do Amapá precisa se mobilizar, mudar sua história. Por que não vão parar a Av. FAB e protestar contra os deputados, exigindo que a verba de 100 mil seja reduzida para R$ 20 mil. Tem que GRITAR, protestar, senão não muda.

        • Ignorância por quê? Votando nulo eu estou dizendo: “Não quero nenhum desses candidatos. Tratem de colocar outros que me agradem”.
          Afinal, se vivemos numa “democracia”, por que tenho que engolir goela abaixo os candidatos que os partidos me impõem? Voto é escolha. Se nenhum dos candidatos apresentados me satisfazem, o voto nulo demonstra que novos candidatos devem ser apresentados.
          Ou será que estou errado, como diz o Datena?

          • Votar em branco implica sim em uma atitude apedeuta, típica de uma mentalidade tacanha, haja vista, não representar gesto algum de repúdio. Trata-se, na realidade, de uma “postura cômoda”, de alguém intrinsecamente alheável.

          • Anjo Clássico, não sou especialista em eleições, mas parece-me que há diferença entre votar em branco e votar nulo. No meu entender, o voto em branco permite que alguém vote por você, já que soma ao mais votado); já o voto nulo é voto de protesto, não serve para nenhum candidato, como é minha intenção. Muita gente diz que o voto deve ser consciente. Pois eu afirmo que meu voto nulo é extremamente consciente. Se não tiver candidato que me inspire confiança, honestidade e ética, meu voto sempre será nulo. Pra mim não existe meio termo e esse negócio de votar no menos ruim pra mim não funciona. Conheço muita gente com curso superior que pensa assim: “ele rouba mas faz”. Eleição pra mim é coisa séria, pois por meio dela o destino do país é traçado. O cara não é eleito pra roubar – é eleito pra fazer. O dia que eu encontrar um candidato assim, votarei nele sem pestanejar. Enquanto isso não acontece, vou votando nulo. E não acho que essa seja uma postura “intrinsecamente alheável”. Ou bem ou mal, tô participando, e ninguém é dono da verdade pra afirmar se eu estou certo ou errado.
            Em tempo: depois eu pesquiso sobre os apedeutas. Por enquanto não sei o que é. Mas que é um termo bonito, isso é.

          • Prezado ROQUE, desculpe-me! Indubitavelmente interpretei de forma errônea sua opinião, pois a priori compreendi como “voto em branco”. A posteriori fui ratificar que se tratava de “voto nulo”. Sua análise está correta. Corretíssima. Abraços congraçáveis!

  • Parabéns nobres Dp. Estaduais, vcs tem o Emprego dos sonhos de qualquer um “MORTAL” “”ISSO É FANTÁSTICOOOOO”””.

  • NÃO VOU COMENTAR PORQUE ESTOU COM A GARGANTA INFLAMADA…KKKKKKK….POSSO APLICAR A VELHA FRASE? CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE…

  • essas façanhas ja acontece desde que o poder legislativo foi implantado no país, como o amapá não poderia ficar de fora dessa, mais uma vez temos o nome do estado em matéria nacional, pasmem, denovo, mais um escandalo KKKKKKKKKKKKK…. mais, espero que pelo menos eles paguem a idenização da minha cunhada que é de apenas R$ 800,00, será que é um valor tão alto, que ultrapassa o valor das verbas indenizatórias?

  • A corrupção e um mal que esta no DNA do politico brasileiro, leiam uma entrevista nas paginas amarelas do senador pedro simon na veja da semana passada, muito esclarecedora. Nada, mas nada mesmo, que os nossos politicos falem para tentar diminuir as reportagems com argumentos furados, vai nos fazer pensar diferente, por isso nao coloco a mão no fogo nem pelo pedro simon, porque todos os dias vemos coisas mais absurdas vindas dos politicos. ainda vamos ver muitas reportagems e noticias deste calibre, porque enquanto ser politico for sinonimo de impunidade, as falcatruas e roubalheiras ainda vao acontecer por um longo tempo.

    • Não coloco a mão no fogo pelo Pedro Simon por pertencer ao partido a que pertence. Por causa disso, ele não pode apontar o erro de ninguém, por causa da sujeira que grassa o PMDB. Se ele é tão ético, por que não muda de partido?

        • Tô com a Veja aqui na minha frente para lê-la mais tarde. Vamos ver o que ele diz. Mas o fato de se calar perante seus pares, pra mim já compromete.

          • Acabei de ler a matéria e retiro o que disse. Pena que a postura do Simon não seja contagiosa. As velhas raposas do PMDB deveriam seguir seu exemplo, mas a ânsia pelo poder fala mais alto.

  • Gostaria de saber até quando nós, o povo dessa terra, iremos permitir que esses canalhas façam de gato e sapato nosso rico Estado.

  • Desculpe-me, Alcinea, mas em uma última mensagem usei palavrões para externar minha indignação quanto o crime organizado que se instalou no Amapá, claro, você não a publicou porque são palavras feias, impróprias. Mas as atitudes dos políticos facistas é um acinte cotra a democracia de direito e qualquer palavrão é muito menos feio do que essa sacanagem toda. Portanto, minha cara vai a minha raiva, revolta: @#$#@$%$#¨$¨

  • É lamentável ver o nosso Amapá ser matéria do fantástico de forma negativa. Mais vergonhoso é os senhores deputados, principalmente o seu presidente, fugirem do repórter e se negar a dar explicações a sociedade. É deprimente ouvir o Sr. Carlos Lobato defender o indefensável, e ainda colocar o presidente assembléia para querer enfiar goela a baixo da população que essa indecência é legal. Alguns jornalistas pensam que manipulam o pensamento da sociedade, eles se esquecem que na atualidade todos possuem acesso a informação prestada de forma independente.

  • temos que dar um basta ness vergonha, daqui a 2 anos e meio, tirando esses senhores e senhoras do legislativo, ainda tem deputado que é candidato a prefeito pode uma coisa dessa….

  • Eu vi a matéria e tive muita vergonha. Não dos vampiros do erário (eles estão aí pra isso mesmo), mas vergonha da passividade e da burrice dos meus conterrâneos, que contribuem para essa realidade, reelegendo os vampiros.

    • Fernando realmente você tem razão. O que impressiona é a passividade. E você vai ver na próxima eleição são os mesmo que retornam.

  • Enquanto isso, a miséria grassa, os despossuídos tornam-se legiões, as perspectivas futuras para os jovens tornam-se sombrias… Meu Deus, que sociedade é esta?

  • Coisas de militontos, pagos somente para defenderem estes politícos do Amapá, são os famosos “açessores”. Uma vergonha! É o reflexo da falta de emprego no Amapá, então surgiu esta categoria, e por isso vai ficando. Daqui a uma semana ninguem mais lembra, ei nosso Amapá……..que vida ………

  • Só os tolos apelam p/ recursos argumentativos tão pífios! Pois as pessoas prudentes sabem separar muito bem a imprensa/trigo da imprensa/joio. E sabem ainda, que o Amapá é bem mais que uma mera briga de famílias pelo poder.
    Infelizmente, e isso é notório, é também uma terra formada por pessoas que permitem o engano, por motivações diversas.Mas, também é composto por outras que possuem consciência , olhar crítico e noção de política séria. Indivíduos que se engajam na luta pela disseminação dessas verdades para seus filhos demonstrando assim real comprometimento com o futuro do seu estado.

    • O MINISTÉRIO PUBLICO RECOMENDOU AO TODO PODEROSO MOYSÉS SÓ, QUE REDUZISSE ESTA FAMIGERADA VERBA IDENIZATORIA (FATO ESTE RELATADOS PELAS IRMâs CAVALCANTE)
      O QUE FOI QUE ELE RESPONDEU???
      QUE QUEM MANDAVA LÁ ERA ELE….

      KKKKKK

      QUEBROU A CARA !!!!

      KKKKKK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *