Nota do governo do Amapá

Comunicado à sociedade amapaense

O Governo do Amapá vem a público lamentar e repudiar a atitude desequilibrada de parte do Sindicato dos Servidores Públicos em Educação (Sinsepeap), que hoje incitou alguns professores a violência, a ponto de agredirem fisicamente o governador Camilo Capiberibe.

Esse ato, que será investigado pela Segurança Pública, pois o cerco a todas as saídas da Universidade do Estado do Amapá (Ueap), assumiu contornos de operação planejada e coordenada com a finalidade de cercear a liberdade de expressão e de movimentação. Intimidaram por extensão todas as autoridades e populares que estavam participando do anúncio da construção de um Campus Tecnológico e do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração aos docentes e acadêmicos da instituição.

Não satisfeitos com o ato, os membros do referido sindicato, em seguida e de forma premeditada, incentivaram seus associados a jogarem ovos na fachada do Palácio do Governo, sendo necessária a presença da Polícia Militar para evitar uma invasão, depredação ao patrimônio público e novas agressões físicas e morais.

A atitude desses poucos manifestantes do Sinsepeap deixa claro que a questão é política partidária, já que a entidade parece recusar os direitos exigidos em anos anteriores, como a incorporação da regência de classe ao salário base. O mesmo ocorre quando tentam passar para a categoria dos professores estaduais e a sociedade em geral que não teriam melhorias este ano, ignorando os 7,13% que o GEA ofereceu a todas as categorias de funcionários do Estado.

O ocorrido na Ueap e na frente do Palácio do Setentrião evidencia a dificuldade de manter mesas de negociação, que foram extremamente desgastantes em 2012, e se revelaram infrutíferas com os atuais representantes, que levavam informações deturpadas para as assembleias da categoria, transformando-as numa campanha para prejudicar a imagem do governador.

Outrossim, o governador Camilo Capiberibe entende que as pessoas que participaram dessa manifestação não representam a grande maioria dos professores desse Estado que tem o compromisso com a educação e que jamais compactuariam com atos de vandalismo e agressão física e moral.

O governador considera que o momento exige esforço de todos para a superação da exaltação de uns poucos, o que prejudica o equilíbrio necessário para o bom debate democrático. Reafirma o compromisso com a qualidade da educação para nossas crianças e adolescentes, e para todas as famílias amapaenses que desejam e se empenham na construção de um Estado democrático e de bem-estar para todos.

  • Estou do lado governador camilo, enquanto milhares de pessoas estão desempregadas por falta de oportunidades esses profissionais da educação fazem greve politica e selvageria animal, enquanto tantas criança e monçabique e no mundo afora passam fome eles estragam comida jogando ovos fora

    • Desde o lançamento do PROAMAPÁ os amapaenses estão SEM:
      SEM ENTREGA DO ESTÁDIO ZERÃO
      SEM A ENTREGA DA BANDA LARGA
      SEM A ENTREGA DA ÁGUA NOS BAIRROS RENASCER E PANTANALL
      SEM A DRAGAGEM DO PORTO IGARAPÉ DAS MULHERES
      Não está na hora de lançar O PRA FUNCIONAR?
      Ou tudo só irá funcionar em 2014?

  • desculpem. Isso é mais importante para o futuro do Amapá(todos ganham). MPE preocupado. Acessem o portal e fometem essa discussão.

  • Leitores do blog atentai-vos: MATERIA PUBLICADA NO PORTAL [email protected]ônia.com, publicada em 30/04/2013 com o seguinte título ” AMAPÁ CORRE RISCO DE PERDER ROYALTIES DE PETROLEO E GÁS ” . Isso é mais importante para o Amapá agora du q

    • Onde está a FRENTE PARLAMENTAR do Amapá? Por que não formam uma FORÇA TAREFA para defender os interesses do Amapá em relação aos ROYALTIES DO PETROLEO E GÁS ” ?
      Será que eles só se unem para construir partidos políticos ou defender seus interesses junto ao governo?

    • ORAÇÃO AO SANTO BARBUDINHO
      Oh!Santo Barbudinho
      Vos que adquiriste poder com o voto do trabalhador e hoje está podendo:
      – Levar a conversão o legislativo
      – Fazer com que a maior parte da imprensa lhe venere
      – Jogar a sociedade contra as lutas dos trabalhadores
      – Ou ainda jogar uns contra os outros
      Tenha misericórdia dos pobres educadores do Amapá que:
      – Trabalham em escolas precarizadas
      – Com prédios deteriorados
      – Sem material didático
      – Sem atendimento de saúde
      – Sem condições de continuar estudando
      – Sendo chicoteados pelos gestores
      Atendei aos pedidos dos mesmos com o seu poder, pois, o que eles querem é:
      – O Piso Salarial e não a piza ou a peia
      – Serem atendidos e não agredidos
      – Educar e não grevar
      Oh! Santo Barbudinho, quem sabe eles não lhe ajudam a realizar o milagre da reeleição!
      Os mesmos estão aguardando confiantes ‘‘as vossas bênçãos’’.

  • E triste que o povo amapaense esteja passando por essas situações, mas lembre-se que o nosso governador não é funcionário públic concursado.

  • O governo deve mostrar para o povo amapaense a verdade e a verdade é que no Estado o menor salário de professor está cinquenta por cento acima o Piso Nacional, más o sindicato fala aos quatro cantos da cidade que o governo paga mal os professores, acham que merecem mais que as outras categorias e não entendem que o governo não pode se submeter ao corporativismo de uma classe e deve governar para todos, mas os sindicalistas dizem nós temos o FUNDEB, a verdade é que o fundo é da educação básica e não do professor a lei diz que no mínimo 60% deve ser para pagamento de pessoal e restante 40% deve ser destinado para outras despesas de manutenção da Educação Básica, e o Estado já compromete 80% do fundo com salários por tanto já avançou nos 40% que beneficiam o aluno, como é que se vai oferecer uma escola de qualidade se pagar somente salário, e o dinheiro para reforma e construção de escolas, para equipamentos de informática, material didático e de limpeza, pessoal de apoio, onde ficam os alunos nesta história? Será que somente os professores têm direitos?.

  • Causa-me estranheza e preocupação alardearem que o governador foi agredido fisicamente por um GRUPO de manifestantes. Ou o sistema de segurança é incompente ou tudo isso é para concorrer com a Lívia Marine.

  • Quem acha que seu salario nao esta correto, que o patrão não da aumento, que as condicoes de trabalho estão pessimas, pede demissao e vai procurar outro emprego ou entao vai trabalhar em escola particular.

  • Sra. Kelma,
    Permita-me, com todo respeito CONCORDAR com s/sua msg:
    1) “… estamos vivendo numa sociedade selvagem”…quem tem o poder pode tudo; quem sustenta o poder, isto é, o assalariado que paga os impostos, que quer ter seus mínimos direitos respeitado, se lasca (desculpe o termo);
    2) “…no Amapá é diferente”…o Governo vai pagar a regência a todos os professores , os que estão em salas-de-aula, e os que não estão e/ou os que nunca estiveram em salas-de-aula, nem no local para onde foram aprovados para lecionar (estão em gabinetes, secretarias, outra funções..???)
    3) “ …os prof. deram um péssimo exemplo”…mas foi só quando eles perceberam o engodo s/o aumento de seus salários. Acho até que exageraram, porque trabalham em escolas públicas com excelentes infra-estruturas , salas-aula ventiladas, material didático de qualidade, organizadas; diretores capacitados; tem um plano de carreira estabelecido; estão sempre se aprimorando, tudo isso pago com a verba destinada a Educação, como está no Orçamento Anual do Governo.
    4) “…agredindo autoridades….inclusive a primeira-dama”…como assim? não entendi? Até onde meu entendimento alcança, reza a boa educação, que não se deve agredir fisicamente ninguém….nem autoridades, em primeira-dama, nem o professor, nem o pai de família trabalhador…..nem ao povo que sustenta essa fogueira de vaidades e joguinhos políticos que leva a uma corrupção sórdida que assola todo o país.
    5) Eu também …estou passada!!…e tão indignada quanto a Sra. quando vejo as notícias políticas s/o meu estado natal….quando leio a nota oficial do Governo e a nota do partido do Governo s/o professores….Me lembrou aquela máxima: “a melhor defesa é o ataque”…Realmente é vergonhosa a falta de argumentos e ações concretas p/a solução do problema.
    6) ”…o futuro dos nossos filhos”….são de responsabilidade nossa. Educação quem dá são os pais…Os professores/educadores ensinam a ler, escrever, pensar e têm uma responsabilidade imensurável na formação do cidadão. (Ensinando-se, aprende-se – Sêneca). Cabe aos pais zelar para que os professores sejam valorizados, tratados com dignidade e principalmente, RESPEITADOS!
    Por fim, DISCORDO que os professores estejam defendendo os interesses deles. Acho que eles estão defendendo os nossos interesses. Afinal eles são co-responsáveis pelo futuro dos nossos filhos.
    A propósito, p/o meu humilde entendimento, seu texto está muito claro, bem escrito e tenho quase que certeza que isso foi mérito de algum(ns) professor(es). Tal qual meus comentários, também fui fiel aos meus princípios e ensinamentos…
    Cordialmente,
    Regina Banhos

  • Realmente foi infeliz a iniciativa de parte da direção do SISEPEAP, em promover depredação de patrimônio, cerceamento de direitos, ofensas, injurias e das porradas que deram no Governador Camilo . Mas o pior mesmo foram algumas entrevistas concedidas por alguns manifestantes, que mal conseguia articular mais que duas frases com coerência e não rara agredindo a concordância verbal. Resta cristalino o SISEPEAP tem razão. Temos que investir mais em educação, principalmente dos professores.
    Muleke, que tava lá ganhou ovo pra jogar, mas não é otário e levou pra casa pra comer.

    • É, Muleke, é preciso instruir esses professores. Educação, como dizia, minha avó, a gente traz do berço. E pelo jeito, eles não sabemmo que é isso. Valha-nos quem, como diria meu mortíssimo amigo comendador Mário Sobral. Aquele do PQP.

      • Você também é responsável
        Autores: Dom e Ravel
        Eu venho de campos, subúrbios e vilas,
        Sonhando e cantando, chorando nas filas,
        Seguindo a corrente sem participar,
        Me falta à semente do ler e contar
        Eu sou brasileiro anseio um lugar,
        Suplico que parem, prá ouvir meu cantar
        Você também é responsável,
        Então me ensine a escrever,
        Eu tenho a minha mão domável,
        Eu sinto a sede do saber
        Eu venho de campos, tão ricos tão lindos,
        Cantando e chamando, são todos bem vindos
        A nação merece maior dimensão,
        Marchemos prá luta, de lápis na mão
        Eu sou brasileiro, anseio um lugar,
        Suplico que parem, prá ouvir meu cantar

  • Podem esperar, as filmagens dos covardes agredindo o governador e depredando o patrimônio público irão mostrar que a maioria são sim envolvidos com partidos políticos, principalmente aquele que nos roubou por oito anos.

  • Estamos vivendo em uma sociedade selvagem… Veja bem, enquanto educadores, pais, mães, diretores de escolas juntamente com os meios de comunicação têm traçado um verdadeiro combate as brigas combinadas por alunos na internet, ao bulling, a violência e ameaças contra professores e educadores dentro e fora de sala de aula, no Amapá é diferente… É sim !! Quem dá o péssimo exemplo são alguns professores que esqueceram o diálogo e partiram para a ignorâcia pura e bruta… Agredindo autoridades e outras pessoas que estavam na comitiva do governador, inclusive a primeira dama… Nossa, estou passada !! O futuro dos nossos filhos estão na responsabilidade de “educadores” que de forma rudimentar, retrocedem aos tempos das cavernas, para defender seus interesses, isso realmente é inadimissível.

    • Pela última nota publicada, podemos inferir que os assessores devem estar ocupadíssimos com as eleições de 2014…..E os maus tratos à população (parte deles listados pelo Sr.) certamente farão parte das promessas p/a próxima eleição…..

  • Não acho correto a agressão, mas cadê os assessores falando dos maus tratos que a população vem sofrendo, insegurança, falta de consutas, remédios, buracos nas ruas, e por que o M.P. não entra com uma ação contra o Governo e CAESA pela qualidade da água que vendem como potável, isso ninguém fala nada, …..

  • Ato de selvageria, essa é a expressão correta para o que aconteceu na UEAP. O PSOL emitiu nota em favor dos Professores. Agora, quero ver o PSOL emitir nota contra esse atentado à Democracia. O Senador e o Prefeito precisam urgentemente repudiar publicamente esse ato covarde contra um representante democraticamente eleito pelo voto popular.

  • A ATITUDE DOS PROFESSORES DEMONSTRA A QUALIDADE DESSES QUE SE DIZEM EDUCADORES. MOSTRARAM QUE NÃO POSSUEM UM MINIMO DE CONTROLE EMOCIONAL. PIOR É QUE SÃO MARIONETE PARA ATENDER AOS INTESSES POLITICOS DESSES REBELDES SEM CAUSA QUE ESTÃO A FRENTE DO SINDICATO. ESSES RADICAIS IRÃO LEVAR A CLASSE DE PROFESSORES AO FUNDO DO POÇO.

  • ENQUANTO A BRIGA DE INTERESSE PELO PODER CONTINUA, O SALÁRIO DO PROFESSOR PERMENECE CAÓTICA, SEM REAJUSTE, SEM CORREÇÃO.

  • PARA O BOM ENTENDEDOR MEIAS PALAVRAS BASTAM.
    ‘’ Nas sociedades capitalistas a alta burguesia contrata babás, tutores altamente preparados inclusive em universidades (Filme Diário de Uma Babá) para cuidar dos seus filhos. Já quando nasce o filho do proletariado ou do trabalhador, a ”família” entrega o mesmo a escola, tanto para ser alimentado, quanto cuidado e educado’’.
    ‘’Nas escolas se falta diretor, mas tem professor, na mesma tem aula, tem atendimento. Se falta reforma, limpeza, material didático, mas tem professor, na mesma tem aula, tem atendimento.
    Se falta merenda, dinheiro pra comprar, mas se tem professor tem aula, tem atendimento.
    Mas se faltar professor não tem aula, não tem atendimento e toda a sociedade, o estado, o país sofrerá por esta falta’’.

    • Dos 17 conceitos de SÉRIO citados no dicionário Houaiss, destaco dois, que “por acaso” acho que deviam constar do texto: (transcrição ipis-literis)
      “….8. capaz de aplicar-se tenazmente a um assunto, a um trabalho, tratando-o com dedicação e circunspecção – Ex.: um profissional s.
      9. que procede com honestidade e brio; que cumpre seus compromissos – Ex.: ….”

  • Total falta de respeito com o governador.Tá na cara que foi um ato vil e orquestrado mesmo por esse povinho do governo passado.Que sindicato é este que se deixa envolver por esses desclasificados,e os tais professores que se dizem educadores e na verdade são anrquistas da educação? Se aliaram ao que o Amapá teve de pior em termos de governança.Vê-se que o povo gosta mesmo é de ser roubado,agridem um governo sério e aplaudem um corrupto.Lamentável.

  • Não precisava ser pajé para saber que isto iria acontecer. O que precisa é saber o porquê do Governador ter tomado esta atitude: 1- Para mostrar que a AL está a seu mando; 2- Para mostrar ao Sindicato que quem manda é ele; 3- Para mostrar para os professores que não precisam se organizarem com um sindicato , pois ele irá definir todas as ações sem diálogo nenhum. O que estranha não é a postura que o Governador tem com os professores, sabendo que ele não está nem ai para a categoria, mas a postura dele com os alunos, pois essa atitude provavelmente levará a uma Greve e sabendo que isto iria acontecer fez do mesmo jeito. Se o Governo acha que a revolta com esta incorporação é de uma minoria ele terá a maioria contra a greve, senão perderá feio, ai sim, tem que rever o que foi feito e não ficar de beicinho contra os professores, pois os alunos é que ficarão prejudicados.

  • Esta crise so tem fortalecido um ainda incerto candidato ao governo em 2014, e ele sabe disso, tanto que fica de bico calado e em outros momento seu partido faz o papel de bom moço.
    Pobre o povo e estudantes estão sendo oferecidos em sacrifcio em pró de uma eleição que ocorrerá no ano que vem e não se da conta disso.
    A tática ja deu certo uma vez e pelo que vemos vai dar novamente.

  • Bom dia a todos o governador ta reclamando do que se seu pai no passada também . exitou a violência contara outros governadores. TENTEM LEMBRAR .

  • Como sempre a culpa é da “turba raivosa” e intransigente. Agora me digam quem se fechou para o diálogo apesar das várias solicitações? Quem decretou o fechamento da mesa de negociação? Quem fez manobras politicas com a Assembléia Legislativa? E ainda tem criatura do governo que vem falar de forma e essência. De fato tais atitudes são lamentáveis. Mas cabe agora uma reflexão, foi o governo PSB quem jogou combustível numa centelha.

  • Lamentável… Nada justifica tamanho vandalismo… destruir o patrimônio público, agredir, chingar,.. agora virou o exercício de direitos políticos… aff!!!!! o que esperar de uma sociedade onde crianças e jovens tem como exemplo esses “MESTRES”….
    “Mostre-me um homem que usa a violência e eu mostrarei um homem que não tem boas idéias”.

    Kimi-caqui

  • Vão continuar alegando que é político partidário? A grande maioria dos manifestantes não tem envolvimento partidário nenhum, apenas exercem seus direitos políticos durante as eleições.
    parece que o PSB não vai descolar desse discurso. A única coisa que os professores querem é valorização e garantia do seu poder aquisitivo, coisas que essa medida não garantem.
    Quem viu a entrevista da Secretária de Educação a TV Amapá percebeu que ela não tinha uma justificativa para dizer que essa incorporação beneficia o professor. saiu-se com essa: “a incorporação vai ser boa para a aposentadoria do professor”. do jeito que está, de que forma os professores chegarão até ela. As pessoas trabalham para viver minimamente bem, e não para ver o fruto do seu trabalho num tempo bem distante.
    Quanto a gratificação da Educação Especial, quantos profissionais tem nessa situação. caso se faça esse levantamento, perceber-se-á que são a minoria.

    obrigado pelo espaço.

    • Agora, tenhamos um pouquinho de sensatez. Já que não se consegue dialogar o remédio é agredir o Govenador. Vamos ter um pouco de cautela com as coisas.

    • Entendo que oque a secretária disse esta correto,pois se vc é professor e entendeu que ela só se referiu à um futuro distante,rasgue seu diploma e volte p/a sala de aula.

      • Será que minha opinião é tão errônea que eu tenha que rasgar meu diploma?

    • falando em minoria, fique sabendo, também, que é somente uma minoria que recebe um pouco abaixo do piso salarial, e claro, isso não deveria existir esse ano se o sindicato aceitasse as propostas do GEA ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *