Operação Eclésia – mais denúncias contra Moisés Souza

O Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP) ingressou, nesta segunda-feira (07), com mais uma denúncia contra o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Moisés Souza, o primeiro secretário, deputado Edinho Duarte, e mais oito pessoas, dentre servidores da Casa de Leis e a proprietária da empresa D. Amanajás de Almeida – ME, que funciona com o nome de fantasia “Planet Paper”.

Desta vez, segundo apurou a investigação do Ministério Público Estadual, o prejuízo aos cofres públicos superou o montante de R$ 600 mil, por meio do pagamento de materiais de expediente e serviços de digitação, encadernação, fotocópia e plastificação de documentos que jamais foram entregues ou fornecidos.

Em apenas 5 meses, a Assembleia Legislativa pagou por 1.105 calculadoras, 396 grampeadores, 180 fragmentadoras de papel, 3.796 agendas e 3.769 encadernações, chamando a atenção do MP-AP para a dimensão da fraude.

Outro fato relevante nas investigações é que a empresa, durante o período de 2007 a 2011, registrou na Receita Estadual movimento de entrada de mercadorias de menos de R$ 85 mil e, em apenas cinco meses de 2011, vendeu à Assembleia Legislativa mais de R$ 600 mil.

O funcionamento do esquema criminoso se deu como tantos outros já denunciados pelo MP-AP, que consiste em dispensar a licitação, alegando urgência, para, depois da emissão dos cheques em nome da empresa, os valores serem sacados na “boca do caixa”.

Fraude à licitação, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, emissão de nota fiscal falsa e formação de quadrilha são os crimes denunciados pelo Ministério Público Estadual.

(Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá)

  • A justica e responsavel por isso, pois determinou a volta desses parlamentares, inclusive restituindo+ lhes os cargos.

  • Eita q tem gente defendendo politico aqui, ei o ministerio publico tem um promotor para cada funcao, agora se o promotor daquela area nao ta fazendo nada nao venha criticar ou falar merda aqui

  • Não querendo defender esses acusados, mas engraçado, não se vê o MP/AP com a mesma determinação quando se trata do descaso com a saúde, violência, problemas que a todo instante nos deparamos na mídia, porque será?

    • Verdade,é igual “direitos humanos”,só defendem bandidos.O MPE faz tantas denuncias e nada acontece,pois esses denunciados sempre contam com o “fogo amigo”,se é que me entendem.Próximas eleições,estão todas essas raposas eleitas.O povo sofre de amnésia degenerativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *