Por que parou? Parou por que?

Há cerca de um mês  a professora e sindicalista Nilza Amaral lançou sua pré-candidatura ao governo do Amapá pelo Partido dos Trabalhadores (PT).
A repercussão foi grande com muitos compartilhamentos nas redes sociais e manifestações de apoio.
Mas eis que de repente não se tocou mais no assunto.
Nem ela nem seus apoiadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.