PSB foi ao Oiapoque ver de perto os problemas das aldeias indígenas

Comitiva do PSB dialoga com comunidades indígenas no Oiapoque
Por Nicole Lemos*

Uma comitiva do Partido Socialista Brasileiro do Amapá (PSB/AP) foi ao município de Oiapoque e ouviu reivindicações dos povos indígenas em 5 aldeias: Manga, Espírito Santo, Santa Izabel, Kumenê e Kumarumã. “As lideranças reclamam do abandono pelo governo do estado. Saúde, saneamento, educação e energia concentram os pedidos por melhorias”, conta o deputado federal Camilo Capiberibe (PSB) que destinou mais de R$ 5,8 milhões para ações no município.
Além do deputado Camilo, o pré-candidato ao Senado João Alberto Capiberibe, a pré-candidata ao Governo do Estado Piedade Videira e o pré-candidato a deputado estadual Max Ataliba integraram a comitiva que iniciou a viagem na quinta-feira, 21, e retornou no domingo, 24.
Soluções – Em todas as aldeias, o deputado Camilo, Capi, Piedade e Max Ataliba foram recebidos com entusiasmo e comprometeram-se de buscar soluções aos problemas daquelas pessoas confiantes no compromisso dos socialistas de trabalharem para melhorar as condições de vida das comunidades indígenas.
Camilo enviará ofício à Secretaria de Educação solicitando que as escolas abandonadas sejam reformadas pelo governo do estado e para que tenham um quadro maior de professores e servidores.
Camilo já pediu ao presidente da Equatorial Energia que inclua a Aldeia Kumenê no programa Luz Para Todos e destinou emenda de mais de R$ 400 mil para implantar uma rede de energia.
O socialista destinou uma emenda de R$ 1 milhão para que as comunidades indígenas recebam poços e rede de distribuição de água potável através da Secretaria de Saúde Indígena.
Além disso, Camio já destinou emendas que serviram para reformar a Casa da Saúde Indígena – CASAI – Macapá e para comprar um micro-ônibus para transporte de pacientes e familiares em tratamento de saúde. Já foram comprados kits para higiene bucal e outro veículo de transporte deverá ser comprado com emenda indicada por Camilo.
“Foram 4 dias muito proveitosos. As comunidades indígenas são as melhores para dizer quais são suas necessidades e suas reivindicações. Somente vendo de perto e sabendo as reais necessidades podemos encontrar as melhores soluções para os problemas que eles enfrentam”, afirma Camilo.
Aldeia Manga – Na aldeia Manga, todos foram muito bem recebidos por caciques e vice-caciques de outras aldeias. O deputado Camilo já solicitou e o DNIT se comprometeu de melhorar a estrada de acesso à comunidade.
Aldeia Espírito Santo – A chegada dos socialistas foi comemorada pela Cacica Janina dos Santos Fortes, a 1ª Cacica da aldeia e Presidente da Associação de Mulheres Indígenas em Mutirão (AMIM). Os moradores pedem prioridade para melhorar o fornecimento de energia elétrica, já que os geradores garantem poucas horas de energia por dia.
Aldeia Santa Izabel – Os socialistas foram recebidos pelo cacique Jackson e membros da comunidade, com quem almoçaram na sexta-feira, 22.
Aldeia Kumenê – A recepção foi calorosa pelos Caciques Mateus (líder da aldeia por 35 anos), o atual Cacique Jefre Ioio e moradores, que os aguardavam no centro comunitário da aldeia.
Eles lamentam que a escola Moisés Iaparra, reconstruída no Governo Camilo, em 2014, esteja abandonada e sem nenhuma manutenção pelo atual governo. A comunidade pede mais um barco para transportar a produção. Em 2014, eles receberam o barco Comunidade Kumenê, do governo Camilo, adquirido nos estaleiros locais com emenda da então deputada Janete e contrapartida do estado.
Aldeia kumarumã – 4 horas rio acima fica a Aldeia Kumarumã, onde a comitiva socialista teve uma longa reunião para ouvir as reivindicações e onde pernoitou.

(Texto e foto: Nicole Lemos/Gabinete do deputado federal Camilo Capiberibe)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.