PT na garupa (de novo)

O PT vai de novo na garupa do PSB. Os dois partidos já decidiram: vão juntinhos disputar a Prefeitura de Macapá. A deputada estadual Cristina Almeida, do PSB, encabeça a chapa tendo como vice Van Vilhena, do PT.
A decisão do PT de abrir mão da cabeça de chapa foi tomada sábado num encontro tumultuado do partido, onde até o microfone da deputada federal Dalva Figueiredo – que defendia candidatura própria do PT – foi desligado. Dalva queria que fosse cumprido o acordo  escrito, assinado e registrado  em 2010,  pelo qual em retribuição a “gentileza” do PT de abrir mão da cabeça de chapa para Camilo Capiberibe (PSB) na disputa pelo governo, em 2012  seria  a vez do PT encabeçar a chapa.

  • Ainda bem que ja passou a pascoa, se não teria que fazer dois bonecos de Judas, um barbudo outro de cabelos compridos, afinal eles sempre foram parceiro, quero ver como vai ficar essa história nos municípios cuja o prefeito atual e do PT e o Vice PDT, vije que bronca hemm…

  • Nessa ultima tarde tava passando um carro de som do sindicato dos professores nas ruas, e isso eu vi, pedindo aos pais de alunos pra não mandarem seus filhos pra escola, pq a greve continua.
    Eu não to repudiando os professores, mas esse sindicato tambem deixa muita a desejar, não importa se eles tem problemas com o governo do Estado. Mas tem que garantir tambem a educação e de qualidade, que não é só uma sala climatizada e sim boa vontade.
    Como dizem no ditado: Quem faz a escola é o aluno.
    Quem faz um bom Estado são seus servidores, independente de quem seja seu gestor. Quando o servidor der mais de si em prol do interesse social, aí vamos viver outra realidade. Talvez só exista isso num universo paralelo.

  • É parece que a mulherada está em alta mesmo, em Santana provavelmente a prefeita será Marcivânia e em Macapá Cristina Almeida, mas tem muita água pra rolar ainda, vamos aguardar!

  • Não se esqueçam de alguns fatos históricos:
    1º – em 1990 o prefeito de Macapá João Capiberibe – PSB, apoiou Gilson Rocha candidato a governador do Amapá;
    2º – Em 1996 o PSB não lançou candidato a prefeito e apoiou uma chapa formada por Waldez e Dalva para prefeitura de Macapá;
    3º – Em 1998 o PSB (quando governava o Estado)apoiou Hildegardo – PT para o Senado e Dalva foi a Vice de João Capiberibe;
    4º – Já em 2002 quando o PT governava o Amapá (Governadora Dalva) não apoiou o PSB inclusive tentou liquidar João Capiberibe apoiando o então candidato GILVAN BORGES;
    5º – Em 2006 o PT lança um candidato LARANJA Erowflin (acho que é assim que se escreve), só para não compor chapa com o PSB, não se esqueça que o Presidente da República era o LULA, aquele mesmo que o PSB sempre apoiou desde 1989;
    6º – Em 2010 Dalva Figueiredo não apoiou Camilo Capiberibe para Governador, subiu no palanque adversário, puro fisiologismo/carguismo.
    Esses são apenas alguns fatos políticos recentes, não sejam tendenciosos. Por favor publique o comentário.

  • A deputada Dalva se irritou com a renúncia do PT agora. Eu fiquei furioso quando o PT lançou o Errol Flynn de candidato laranja…

  • A Dalva já trairou com PSB também e do mais, não vejo nenhum nome do PT QUE PODE concorrer. Só não quero que o Roberto Goés e o povo da Assembleia ganhe ou então a gente vai estar tudo ferrado.

  • A “companheira” Dalva sentido na pele a pratica que outrora utilizou, quem não lembra do ano de 2000, quando foi votado no Congresso Municipal do PT que o candidato à Prefeitura de Macapá seria Hélio Esteves, sendo que no último dia para registro de candidaturas a então governadora em exercício, Dalva Figueiredo, adentrou a sede do PT, acompanhada de policias militares, e dali retirou a ata do Congresso, protocolando-a mais tarde no TRE com uma “pequena” modificação: o PT seria vice na chapa do PSB nas eleições municipais. Vale ressaltar que para garantir a saida da governadora da sede do PT, militantes do partido foram presos e um outro teve inclusive o braço quebrado por policiais.

  • Lendo o informativo, onde fala que até o microfone da deputada Dalva foi desligado lembrei que alguns anos atrás,eu estava numa plenária do PSB que também decidiria quem seria o vice na chapa do PSB, e por coincidência o microfone também foi desligado e tirado a força das mãos do então deputado Ruí Smith, logo isso é tipico dos CAPIBERIBE.

    • E daí que é isso aí. Se não for o PT pode ser o PSB, ou o GOES ou o Sarney ou os Borges. Continuo perguntando: Qual a diferença?
      Só têm esses, pode ser?
      sugiro uma aliança entre todos esses citados e mais a PEPSI, PODE SER ?

  • Essa é a petezada! Sempre defendendo que ‘seria a sua vez, mas segue à reboque do PSB desde a decada de 90. A profa.Dalva sofrendo na pele o que sempre fez com as tendencias ditas radicais do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *