Reviravolta – Juiz determina que seja refeito o cálculo do quociente eleitoral para deputado federal no Amapá

Pode sair André Abdon e entrar Patrícia Ferraz

O juiz eleitoral Léo Furtado determinou nesta terça-feira, 22, que seja refeito o cálculo do quociente eleitoral, relativo ao cargo de deputado federal, sendo considerados nulos os votos conferidos ao Partido Social Cristão – PSC/AP e a seus candidatos e procedendo-se à retotalização dos votos e do resultado das Eleições de 2018.
A ação foi proposta por Patrícia Ferraz, candidata derrotada ao cargo de deputada federal, nas Eleições 2018, pela Coligação “O Amapá que queremos (PHS / PR / PSL). Na ação, Patrícia alega que o PSC teve as contas do exercício financeiro julgadas não prestadas pelo Acórdão TRE/AP nº 5678 e requer a concessão de tutela de urgência para determinar, liminarmente, a anotação da nulidade do DRAP do PSC nos respectivos RRCs dos candidatos a deputado federal pelo partido, determinando a exclusão do PSC/AP e dos respectivos candidatos ao cargo de deputado federal, promovendo-se novo cálculo do quociente eleitoral e, por consequência, do resultado das Eleições de 2018.

Até que o mérito seja julgado muita chuva ainda vai cair sobre o Amapá e Patrícia vai ter que esperar, esperar, esperar…
Se a ação prosperar, André Abdon – que foi eleito pela coligação DEM / PSDB / PP / PSC / PSD perde o cargo e Patrícia assume a vaga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *