WG sai mesmo do governo

Como este blog  já disse várias vezes, o governador Waldez Góes (PDT) vai mesmo deixar o governo para candidatar-se ao Senado.  O anúncio oficial será feito amanhã à noite num grande encontro estadual do PDT.

Waldez Góes está em Brasília. Foi participar do lançamento do PAC 2. Após a solenidade, ele e outros cinco governadores que também deixam o cargo, reuniram com o presidente Lula para se despedir.

Veja o que saiu agora há pouco  no Blog do Planalto:

Governadores aproveitam o PAC 2 para se despedir do presidente

Governadores que vieram para o lançamento do PAC 2, em Brasília, se reuniram com o presidente Lula hoje (29/03) para se despedir, porque pretendem se desincompatibilizar para se candidatarem, na maioria dos casos, ao Senado. Estiveram com Lula no gabinete provisório do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) os governadores Eduardo Braga (Amazonas), Vilma Faria (Rio Grande do Norte), Wellington Dias (Piaui), Ivo Cassol (Rondônia) Valdez Góes (Amapá) e Blairo Maggi (Mato Groso).

Segundo o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, “o presidente quer reunir esses governadores, fora do horário de trabalho e após a desincompatibilização, para discutir política e a participação deles no processo da sucessão não só nos estados, mas também no apoio nacional à ministra Dilma”.

    • Não concordo. Apesar de ser amapaense, só conheço a Alcinéia de nome, assim como o Correa Neto. Aliás, da classe jornalística, só conheço a Socorro Miranda, mas nem sei se ela ainda se lembra de mim.

  • maria Souza, ou será Maria d…, fala sério o Randolfh Senador, política é coisa séria querida e ainda náo é a vez do Randolfh, quem sabe um dia quendo ele for mais humilde consiga um cargo e depois sua reelição.

  • Waldez deixa o governo muito enfraquecido e com um tremendo racha na sua, outrora unida, base aliada. Foi indeciso e letárgico quando deveria ter mostrado força e determinação. Deixou que o jogo político-eleitoral fosse conduzido por diversos atores e perdeu as rédeas do mosaico eleitoral.

    Roberto disse abertamente que apóia Amanajás. Waldez só tem condições de se eleger senador se contar com o apoio de seu vice-governador,Pedro Paulo, possuidor de caneta, nomeações, diário oficial e a chave dos cofres do Estado. Tais munições são importan tes para alavancar uma candidatura.

    Waldez pode se dar muito mal nessa história de vários candidatos. Pode ir pró limbo e angariar muitos desafetos e inimigos políticos. Não é um “cara” confiável e Lucas e Pedro Paulo já tomaram o remédio de sua traição. Sarney, nessa disputa paroquial, lavou as mãos e tá mais interessado na acirrada disputa ao governo do Maranhão e influenciar em outros cargos eletivos, além das eleições presidenciais.

    Capi e Gilvan podem muito bem tramar uma aliança branca para detonar Waldez e se elegeram senador da república. E podem ter a ajuda de alguns candidatos ao Governo, magoados e preteridos com a perfídia de Waldez, e lembrem que para o senado não tem segundo turno.

  • Olá Alcinéa,

    Parabéns pelo “furo”. Até que enfim o suspense foi revelado antes do capítulo final. E agora, o Waldez vai de Pedro Paulo ou Jorge Amanajás???

  • Nós não estamos falando de Waldez,o homem que acabou como o nosso Estado,ou Mª adoras corrupção ou és a Maria Doida.

  • Néa. O Chico Bruno divulgou seu artigo “coordenar o dissenso” no blog do Correa Neto. Lá não temos espaço pra comentar entao faço aqui. O jovem Randolfe perdeu a reeleiçao em 2006 é verdade. mais isso nao quer dizer que nao tem condicoes de ser senador. O Chico tem medo do Randolfe ter o mesmo desempenho que a Cristina e o Capi (com seu projeto familiar que já enfraqueceu o PSB absurdamente) perder a vaga que tá sonhando. O Capi nao pensa no partido ele só pensa é na família dele. Capi pro senado, a Janete deputada federal e Camilo estadual ou vice-governador ou governador. Viu só, e o PSOL e o PSB e o PMN e a oposição. Oposição a quem? ao velho Sarnento? Ele nem é candidato! O diálogo que o Chico quer é o samba de uma nota só, sai da frente que os Capiberibes precisam passar…

  • Lane, quem o Waldez apoiar será um desastre.Esse cara faliu o nosso estado, os outros escândalos que a Policia Federal,não conseguiu descobrir,irão aparecer.Lane, Waldez nunca teve liderança nenhuma,nem na hora de sair do governo ele não sabe o que fazer,é pau mandado do Fofo(Sarney),os únicos votos que ele tinha,era o “Trem da Alegria” que ele montou( 15.000 Contratos Administrativos,3.000 gerências,Conselho Comunitário de Segurança,Associação do Ex-Guardas Territoriais,etc…Com a sua saida,ele passa a ser uma pessoa comum e poderá ir preso na primeira esquina que passar.

  • O fato de um político entregar o cargo para concorrer em outra eleição demonstra bem o interesse pessoal para se manter no poder. Ora, se o eleitor elegeu um cara pra governador, é porque o quer governador, e o eleito deveria exercer o mandato até o fim. Agora se o cara entrega esse cargo antes do término para concorrer a outro, demonstra bem que o que realmente quer é se manter no poder. Os eleitores foram consultados sobre a desincompatibilização? Política partidária não é profissão, é compromisso assumido com o eleitor.

  • Eu sabia q isso ia acontecer, mas quero ver quem ele irá apoiar, pelo q tudo indica haverá um racha dentro do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *