Covid – Governo do Amapá publica novo decreto

O governador, Waldez Góes, assinou um novo decreto de proteção à vida e à economia, com medidas que entram em vigor nesta terça-feira, 17, e se estendem até 30 de agosto. Ao mesmo tempo, para ampliar o avanço da imunização contra a covid-19, o Estado pactuou com os municípios a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos.

Uma das principais mudanças do novo decreto é a extensão do toque recolher, que, agora, inicia à 1:30h. Também houve mudanças nos horários de funcionamento de alguns locais, como as igrejas, que podem receber até 400 pessoas, com, no máximo, 60% de ocupação dos templos. As academias, ginásios, quadras esportivas e escolas de dança podem funcionar até 23h e os restaurantes, bares, lanchonetes e churrascarias até 1h.

LEIA O NOVO DECRETO AQUI E O ANEXO AQUI

Baixo risco para covid-19
O avanço é possível pelo atual cenário da pandemia no Amapá: de acordo com o último relatório epidemiológico do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (Coesp), o estado apresenta risco baixo em relação à doença, com a segunda menor taxa de letalidade do país e queda nas taxas de ocupação de leitos e de positividade.

LEIA O RELATÓRIO EPIDEMIOLÓGICO AQUI

Além disso, a taxa de transmissão da doença no Amapá caiu de 0,95 para 0,90 – a menor desde o início da pandemia.

Waldez reforça que esses números estão relacionados aos esforços para vacinar os amapaenses contra a doença. Até o momento, 62,69% da população recebeu pelo menos a primeira dose do imunizante.

“Essas alterações são possíveis porque avançamos com a vacinação de nossa gente e alcançamos o menor índice de transmissão viral durante toda a pandemia. Já são mais de 640 mil doses de vacina distribuídas para os municípios: isso resulta na diminuição de mortes e óbitos“, frisou Góes.

Mais amapaenses imunizados
O Governo do Amapá ampliou o público apto para ser vacinado contra a covid-19 com a inclusão dos adolescentes de 12 a 17 anos.

A decisão ocorreu através da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), espaço estratégico de interlocução entre os gestores municipais e estaduais para o planejamento da saúde pública.

Também está em planejamento realizar mutirões de vacinação do interior. Para dar condições necessárias aos municípios, o Governo também treinou 180 vacinadores, entre enfermeiros, técnicos e vacinadores, para garantir maior agilidade na aplicação e registro das vacinas.

(Ascom/GEA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.