Vacinação – Semsa não segue orientação dos ministérios públicos federal e estadual

A Secretaria Municipal de Saúde não está nem aí para as recomendações do Ministério Público, que orientou que orientou que a vacinação da segunda dose de Coronavac para os idosos não   fosse feita apenas em uma UBS, mas em vários pontos, e que as pessoas fossem chamadas  por data de segunda dose não cumprida.
Hoje, a promotora de Justiça de Defesa da Saúde, Fábia Nilci, esteve na UBS São Pedro, único local onde houve a aplicação da segunda dose nos idosos, e constatou a triste situação a que foram submetidos os idosos em longas filas, em pé sob o sol, e alguns sentados no chão.
Fábia Nilci lembrou que na última sexta-feira (30/04), em reunião com a secretária da Semsa, o MP-AP, o Ministério Público Federal (MPF/AP) e a Defensoria Pública do Estado (DPE-AP), orientaram para que o chamamento dos idosos fosse feito por data agendada para recebimento da D2 e que houvessem mais pontos para atendimento de um maior número de pessoas que precisam completar o esquema vacinal.

A promotora de Justiça disse que mais uma vez o Município de Macapá descumpriu hoje orientação das instituições que fiscalizam a execução do Plano Nacional de Vacinação.

E amanhã vai descumprir de novo. Né?

  • CONCORDO COM O ALCIONE!!!!!
    É impressionante a incompetência de mais uma gestão desastrada.
    Qualquer “ser pensante” é capaz de desenvolver soluções adequadas para que as pessoas possam se imunizar com segurança.

  • Incrível isso. Não querem pensar. É a famosa lei do menor esforço.
    O certo era colocar pelo menos 4 pontos de vacinação eapecificos pra Cororavac D2 e começar pra quem teria que tomar dia 20 e assim sucessivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *