Absurdo: Museus e Fortaleza estão fechados

Desde o dia 1º de janeiro a Fortaleza de São José, o Museu Joaquim Caetano da Silva e o Museu da Base Áerea de Amapá estão com suas atividades suspensas porque os monitores que trabalham neles são do chamado contrato administrativo, que venceu – como acontece todo ano – no dia 31 de dezembro.

Sabendo que contratos administrativos vencem sempre em 31/12 por que não foi criada alguma alternativa?
É um absurdo que no período das férias Museus e a bicentenária Fortaleza de São José fiquem sem atividades. Né não?
Daqui a pouco fecham o Teatro, o Marco Zero, Biblioteca e tudo o mais onde grande parte dos trabalhadores é do tal contrato.

E vejam a nota que a Secult acaba de distribuir:

“Nota de Esclarecimento – Secult

A Coordenação de Preservação do Patrimônio Histórico, unidade da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), responsável pelo Museu Joaquim Caetano da Silva, Fortaleza de São José de Macapá e Base Aérea de Amapá, vem comunicar à população amapaense e à imprensa que os museus do patrimônio tiveram suas atividades suspensas desde o dia 1º de janeiro e permanecerão fechados até a renovação do grupo de funcionários do quadro administrativo, que exercem a função de monitoria nos mesmos.

A Secult e o Governo do Estado do Amapá compreendem a importância turística, social e histórica desses monumentos e estão empenhados em solucionar esse contratempo que perdura por anos, por conta dos contratos em caráter temporário, com vigor de um ano. Para este ano, estão previstos concursos públicos estaduais, incluindo vagas para suprir o quadro técnico da Secretaria de Cultura.

A estrutura dos contratos administrativos será retomada o mais breve possível.”

Ah, vá!

  • Não que os monitores não sejam importantes, pelo contrário, porém no passado vc visitava a Fortaleza e não haviam monitores para acompanhar lhe acompnahar, e isso não impedia a entrada no lugar. Acredito que a falta de monitores não é motivo para fechar estes patrimônios históricos e culturais, muitas vezes o visitante deseja conhecer as estruturas do lugar, tirar fotos e etc. Creio que estes estabelecimentos deveriam continuar recebendo a população enquanto a situação da monitoria não é resolvida, mesmo sacrificando boa parte de conhecimento sobre aquela atração, pois assim pessoas deste ou de outros estados não encontrariam as portas fechadas, o que na minha opnião é mais vergonhoso.

  • isto se caracteriza por falta de gestao de quem ta a frente destas instituições, porque nestas existem alem dos contratos funcionarios efetivos que deveriam suprir estas necessidades emergenciais… o museu joaquim caetano bem antes de janeiro ñ funcionava aos sabados e domingos e o da base aerea nem se fala…

  • Uma sugestão: – Por que o GEA (Secult) não celebra um convênio com Instituições Superior na área de História e Turismo, para, provisoriamente os acadêmicos desses cursos supram os funcionários (Guias) dos contratos administrativos. Esse contrato serviria como Carga Horária para disciplina Estágio Supervisionado.
    Um dica.
    Bom dia pra todos !

  • Não existe desculpa para o fechamento dessas instituições. mas é sempre assim, daqui a pouco, começarão as desculpas que alguns pagamentos estão atrasados porque o orçamento ainda não foi aberto……………..

    è sempre assim……………..

  • O TAL CONTRATO a que se refere, realmente acabou dia 31 de Dezembro de 2012 e é claro que depois disso, os contratados são desobrigados a trabalhar e, ninguém irá trabalhar de graça, a não ser se tivesse sido renovado, coisa que não fizeram, porque simplismente não quiseram…aí, nobre jornalista a culpa já é do governo.

    Todos que estão no contrato administrativo têm DIPLOMAS e ESPECIALIZAÇÕES e os mesmos não culpa se a maioria da população colocou no poder um governo incompetente.

    Meses atrás, o governo fez o concurso da educação, mas em mts áreas não houve aprovados,ou seja, o contrato adminis. continuará, porque o governo contratou uma Institução que elaborou questões duvidosas, resultando em uma maciça eliminação de candidatos em várias áreas.Agora, o governador que ODEIA CONTRATO ADMINISTRATIVO irá ter que se virar novamente com mais contratos…PELA INCOPETÊNCIA!!!

    NINGUÉM, gostaria de está no contrato, pois todos sempre almejam passar no concurso público, mas enquanto existir contratados, temos que respeitar,porque ESSES TAL contratos a que se referem é que mantido até aqui alguns setores funcionando.Então, aqui o meu RESPEITO por esses profissinais que não são reconhecidos e que se dedicam mais do que vários funcionários efetivos que vivem desmotivados por falta d valorização do estado.

    E outra: Os deputados estaduais já aprovaram na ASSEMBLEIA LEGISLATIVA em sessão, agora no mês de Dezembro a autorização de mais de 3.200 contratos para várias áreas do governo(pedido do governo)…então não entendo porque não renovaram automaticamente esses contratos para que esses museus e a Fortaleza não fechassem???

  • Como podemos falar em turismo se por incompetência deixam dois importantes monumentos históricos fechados.O que iremos falar para as pessoas que visitam o Amapá e encontram o pricipal ponto turistico fechado? que vergonha.

  • Essa desculpa não tem cabimento. O governo entra no seu terceiro ano e ainda não conseguiu resolver esse problema de pessoal.Sabe-se que os meses de dezembro e janeiro,fevereiro são meses de ferias e que somos visitados por turistas. É muita incompetência , falta total de planejamento e de responsabilidades dos gestores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *