Amapá é medalha de ouro na Olimpíada de Língua Portuguesa

 

 

Professora Josefa e a estudante Ketlen
Professora Josefa (orientadora)  e a estudante Ketlen, medalha de ouro

A estudante Ketlen Silva de Almeida, da Escola Estadual Profº Irineu da Gama Paes, conquistou a medalha de ouro na quinta edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro 2016. Ela disputava com outros 37 finalistas do concurso na categoria Memórias Literárias. O resultado foi divulgado na terça-feira, 13, em São Paulo. Logo em seguida, aconteceu a premiação dos vencedores.

Dividida em quatro categorias, a Olímpiada definiu como tema “O lugar onde vivo”. Os participantes puderam narrar histórias através de poemas, memórias literárias, crônicas ou artigos de opinião.

Orientada pela professora Josefa do Nascimento, a estudante Ketlen Silva escreveu “Imagens no calor da tarde”. A redação contava a história do senhor Lourimar ao ter o primeiro contato com um aparelho televisor.

“Estar entre os cinco medalhistas de ouro do país representa uma gigantesca conquista que levarei para vida toda”, disse a aluna.

Ao desembarcar, no final da tarde, no Aeroporto Internacional de Macapá, aluna e professora foram recebidas por colegas e demais servidores da escola Irineu. Flores, abraços e muito sorriso fizeram parte da recepção. A professora orientadora Josefa do Nascimento conta que sempre manteve a confiança desde o início.

“Essa conquista representa o reconhecimento e valorização do meu trabalho, uma prova que é possível termos uma educação com qualidade na escola pública, onde há alunos que estão entre os melhores do país, independente de estudarem em uma escola de periferia, com muitas dificuldades. O trabalho do professor é que faz a diferença”, comentou.

Aluna e professora receberam um computador, um tablet e uma impressora. A escola ganhará dez computadores, impressora, projetor multimídia, telão de projeção e livros para a biblioteca.

(Fonte: Portal do Governo do Amapá)

  • Parabéns Amapá ! Quem acredita em melhor educação tenta e faz a coisa acontecer! Quem não acredita é porque não quer tentar …! Vamos continuar tentando nem que seja se arrastando chegaremos no objetivo. Desistir jamais !
    O impossível existe para quem não tenta !

  • Muito bom. Em um estado onde os professores heroicamente fazem das tripas coração para exercer seu sacerdócio tirando até do próprio vencimento (que é pago parceladamente) para que estes estudantes possam ter um futuro melhor.

  • Parabéns a aluna e professora. Alem de mostrar que as escolas públicas oferecem sim, educação de qualidade, desde que alunos estejam interessados e professores dedicados, esse feito com certeza irá servir de exemplo a outros jovens. Parabéns as duas.

  • Parabéns a professora, a aluna e toda escola pela grande conquista. A educação é feita de pessoas como vocês. O Amapá merece esse reconhecimento.
    Uma grande abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *