Assalto na Prodam

Neste momento três assaltantes estão dentro da Prodam – uma das maiores lojas de informática de Macapá.
A Polícia já cercou a área. Encapuzados, os assaltantes armados de pistolas, fazem os funcionários de refem.
“Eles estão com as pistolas apontadas para a cabeça de funcionários”, disse um policial.
Para liberar os reféns os assaltantes estão exigindo a presença da imprensa e de advogados.
O trânsito está interditado na rua Leopoldo Machado, entre as avenidas Mendonça Furtado e Presidente Vargas, quarteirão onde se localiza a prodam.

  • Essa policitica para segurança pública no amapa esta de mal a pior, eu estava no local pois faço curso de vigilância la perto e presenciei o momoento em que uma viatura da UATE saiu delá só depois que os policiais desceram do carro e empurraram o veículo para pegar no tranco.
    Acho que nosso governador precisa de um empurrão desses, para ver se pega no tranco também e como ça a fazer alguma coisa.
    Pare de twitar, saia do mundo virtual e venha para a realidade.
    O povo pede

  • Graças à Deus tudo acabou bem, na medida do possível, claro. Agora… que os problemas sociais do Estado estão longe do fim, isto é certo, uma vez que não se tem feito muito (governantes e sociedade civil) para amenizá-los, quanto mais resolvê-los na sua totalidade. Infelizmente não existe um culpado para tudo isso, pois tanto a família, quanto outros segmentos da sociedade, sejam políticos, econômicos, religiosos, culturais, etc, têm suas falhas e, consequentemente, o insucesso nas investidas a favor do bem. As drogas estão fazendo cada vez mais vítimas no Amapá, pois um viciado (também é vítima), por exemplo, para manter seu vício, rouba, assalta, mata, estupra, enfim, faz muitas outras vítimas e nada é feito para tirá-lo desse mundo assombroso e praticamente sem volta. É triste dizer, mas o viciado em crack, principalmente, precisa de tratamento e acompanhamento de profissionais especializados, coisa que no Estado não existe. Prender os traficantes é bom demais para todos, mas e os viciados? Estarão condenados à vida toda, infelizmente! Esta é apenas uma das muitas falências do Estado, pois assim como os viciados que não têm tratamento adequado (suas famílias também sem acompanhamento) para livrar-se do maldito vício, o próprio Conselho Tutelar de Macapá vive sem a mínima condição de trabalho para cumprir com as suas obrigações, as Polícias Civil e Militar que não dispõe de condições dígnas de trabalho, algumas famílias que não oferecem um lar dígno (físico e moral) às crianças, enfim, são muitas as carências da sociedade amapaense.
    Boa Sorte pra todos nós que moramos no Estado!

  • Sou pm e estive no local da ocorrencia, participando diretamente. Ocorrências como essa, que estão ocorrendo a anos aqui do outro lado do rio amazonas na capital paraense, servem de alerta a todos. Embora a população de bem não tenha nada a ver com esses bandidos que a cada dia migram para cá, deve esta se preocupar a cada dia com a forma de como andar e viver em Macapá. Não podemos mais ficar na frente de casa pra conversar, não podemos nos dar ao luxo de não ter grades em nossas casas, de andarmos com celulares pelas ruas etc. Vamos acordar, jamais teremos um apoio justo do governo para trabalharmos decentemente, no entanto acreditem, a maioria de nós dá o sangue durante as jornadas desgastantes de serviço eja pelo dia ou madrugadas. Parabéns a POLICIA MILITAR DO AMAPA QUE NÃO DEIXA NADA A DESEJAR QUANTO AO PREPARO NESSAS SITUAÇÕES DE CRISE!!!!!
    DEUS NOS GUARDE SEMPRE…

  • O Estado do Amapá é piada nacional. Por essas paragens, o negócio e saquear o erário publico e colocar mãe, mulher, parente e amante em cargos chaves do Governo. Enquanto isso, na Sala de Justiça, assalto com reféns, assassinatos, guangues, trânsito caótico, ruas sem condições de tráfico. No Amapá o crime compensa. Macapá perdeu pra meia dúzia de famílias incompetentes. “Pai e nosso que estás no ceu, santificado seja o vosso nome…:, o jeito irmão é rezar…

  • A PM tá precisando de um orçamento melhor… uma VTR para cobrir preventivamente mais de 8 bairros é osso.

  • Incrível essa situação aqui.
    Hoje em dia devemos sempre deixar nossas casas fechadas e trancadas, mesmo de dia.

    Tudo em nome da segurança de todos.

    • E o mais impressionante que um dos presos com mais de 90 Kg e mais de 40 anos, conseguiu pular um muro de quase 8 metros. E o pior que direção do IAPEN acreditou.

      • Pra eles isso é possível, pois basta que um agente penitenciário segure a escada, o que lá não é difícil!

  • Estava lá próximo e parabeniso a polícia pela forma como promoveu o isolamento das proximidades ao local do crime. Algumas pessoas reclamaram da rigidez, entretanto precisam compreender que são medidas necessárias à segurança de todos. Que Deus ilumine a mente dos negociadores, para que possam obter êxito na ocorrência, causando o menor dano possível principalmente às vítimas e se, somente se possível, aos infratores também. Pois a polícia dispõe de pessoas capacitadas na área de gerenciamento de crise, para atuarem nessas situações.

  • Esse é mais um dos ocorridos que demonstram a fragilidade e insegurança em que o povo de bem se encontra, é até dificil de acreditar pois vivemos em um das cidades mais tranquilas do norte em relação a indices de violencia , sofremos bastante com o indice alarmante de acidentes de transito mais a chegar a esse ponto de presenciar um assalto com refém espero que tudo se resolva bem, e que os funcionários não se machuquem .

  • Nossa, fico pensando na família de cada funcionário, com o receio de perder seu ente querido.. Peço a Deus que não deixe nada acontecer com os inocentes.
    Aproveitando o espaço, parabéns pelas postagens, são interessantes e ajudam o povo amapaense a se manter informado!
    Fica com Deus!

  • Que saudades da tranquilidade de Macapá, lembro que no passado defendi aquí no blog minha satisfação com qualidade de vida no campo da segurança. Macapá é tão pequena e nossos tacanhos politiqueiros deixarão virar uma conurbação com a união de Santana, Distrito de Fazendinha, APA do Curiaú. É fato. Mas que política hein! Quando eu falo de políticas públicas preventivas viro um “mala”, é o caminho da evolução organizada. Os políticos do Amapá fazem questão de nos manter isolados do Brasil, não visam 360o, tem como exemplo vários exemplos de desenvolvimento desordenado e suas mazelas. Começaram os assaltos mais ousados, os pontos de alagamento da cidade, trânsito caótico… Tudo dando alerta. Vejam o que virou Belém, em 1999 eu andava tranquilo pelas ruas de Belém, e hoje medo. Em Macapá, flanelinhas já ameaçam os motoristas.(Faixa Azul?)A Polícia Militar não tem postos de monitoramento.(Cabines PM?)As ruas esburacadas forçam a concentraçao de veículos causando gargalos por todo lado na hora do pico.(Asfaltar vias de escape?)O saneamento básico é denominado “básico”?(Deveria corresponder ao nome)Não tem semáforos em cruzamentos intensos, no horário de pico.(EMTU é só punitiva, serviço preventivo inexiste) Vou parar… Porque é tão simples e barato que me ofende ter de escrever o óbvio pra cambada que rouba, sacaneiam e ainda fazem merda quando resolvem trabalhar, política vagabunda é assim, padece da falta de visão. Hei! Roubar é possivel, mas demostrem o mínimo de lógica. Sermos roubados e decepcionados pelo rigor da lei em relação a classe política é praxe, já nem sabemos pra quem gritar! Mas ser roubado por gente burra é F…! Quando vocês acham que estão fazendo algo pro povo, erram por incompetência, sempre escolhem a solução mais idiota pra tudo, inclusive pra vocês. Os “assaltantes do povo” deveriam se concentrar nas casas, carros e demais bens dos “assaltantes eleitos” fazer de refém suas famílias.Só assim a coisa melhora, quem sente na pele sabe a dor. Filho de político em escola pública, político e família usar o SUS. Tem de virar lei. Se oferecem e são responsáveis pela Saúde e Educação que demonstrem respeito pelo seu trabalho. Escola pública é boa matriculem seus filhos, Esqueçam H. Albert Einstein, o SUS é considerado um dos melhores sistemas de saúde do mundo. Fico puto com “gentinha”, roubar é uma coisa, pensar pequeno é outra! Acordem cambada.

  • A situação em Macapá está ficando crítica, infelismente já ando com medo, seja de dia, seja de noite, no carro, no ônibus. Até mesmo dentro de casa. Oque faremos……

  • Lamentável… Tomara que essa moda não pegue em Macapá, senão já viu!!! Desejo que tudo termine bem e que as justiça divina, juntamente com a dos homens, cuide desses malacos!!!!

  • MINHA QUERIDA SOU CUNHADO DE UM REFEM QUE SE ENCONTRA EM POSSE DOS BANDIDOS, POREM ESTOU EM BELEM..POR FAVOR PASSA QUALQUER INFORMACAO..LHE AGRADECO…..

  • Nossa, Macapá não é mas aquela cidade tranquila que todos nos andavamos numa boa e viviamos numa boa…. Senhor toma conta de Macapá.

  • Que horror gente! O Amapá não está livre dessa violência que assola todo o Brasil! Já está passando da hora de nossos governantes olharem o problema de segurança pública e muitos outros com preocupação, pois na medida que o Estado cresce, junto com ele vem o caos, que alguns consideram “discreto” quando comparado às grandes capitais brasileira. Boa Sorte para os reféns e a polícia!

    • Já falei e repito: o problema não está na estrutura policial, mas na estrutura familiar. Enquanto miseráveis continuarem a ser jogados no mundo feito bichos, criados de qualquer jeito, a violência tende a se acentuar.

  • Vc ainda lembra do assalto semelhante que aconteceu na Monte casa e Construção no bairro santa rita??? tomara que aconteça a mesma coisa, bandidos presos, refens salvos…..Macapá quem te viu quem te ver!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *