Avião de pequeno porte choca-se com urubu ao aterrissar em Macapá

O bandeirante do Governo do Amapá, prefixo PP EIX, foi envolvido num incidente de pequena proporção na tarde desta quarta-feira, 27. A aeronave com sete passageiros e dois tripulantes, que chegava de Oiapoque, chocou-se com uma ave durante o procedimento de aproximação para o pouso.

A área para as manobras, normalmente, ocorre próximo ao aterro sanitário de Macapá, no quilômetro 17 da BR-210, área metropolitana da capital. O impacto provocou avaria na carenagem do “nariz” do avião.

A experiência do piloto Carlos Lima (foto), com mais de 40 anos de profissão, foi essencial para a aterrissagem bem-sucedida. Ninguém ficou ferido.

Carlos, que também é chefe da Divisão de Transporte Aéreo do Estado, explicou que os pilotos que sobrevoam a Área Metropolitana se deparam com o excesso de aves no céu.

“Precisamos redobrar os cuidados na hora de pousos e decolagens. Os pássaros, em especial os urubus, são atraídos pelas lixeiras formadas nesta área de entorno usada para as manobras áreas das aeronaves que chegam e saem da capital”, detalhou o piloto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.