• Alcínéa
    Não sou ornitólogo. Sou um apreciador de pássaros. Acredito que não se trata de um bem-te-vi. Consultando a página http://webserver.eln.gov.br/Pass500/BIRDS/1eye.htm, o pássaro mais parecido com o da foto postada é o iratauá-grande. Segue abaixo todo o seu histórico.

    Família: Emberizidae Subfamília: Icterinae Espécie: Gymnomystax mexicanus
    Comprimento: macho 31 cm; fêmea 27 cm. Presente no Brasil apenas na Amazônia, em Roraima, no Amapá e ao longo do Rio Amazonas e do baixo curso de seus afluentes, como o Tapajós e o Tocantins. Encontrado também nas Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador e Peru. É comum em campos úmidos com árvores esparsas, praias lodosas, florestas de galeria, vegetação à beira de rios e em ilhas fluviais. Anda no solo de pastagens, onde remexe estrume de gado, e também em beiras de rio. Pousa em locais abertos de arbustos e árvores baixas. Vive aos pares ou em grupos espalhados e, ocasionalmente, é visto também solitário, sendo de fácil observação. Faz ninho na forma de uma cesta, em forquilhas ou penachos de palmeiras. Põe ovos de coloração azul-clara com marcas marrons. http://webserver.eln.gov.br/Pass500/BIRDS/1eye.htm

  • Adorei me senti no meu quintal, obervando a visita do sábia, sui Brasil,sui Azul, bentívis e agora temos um ilustre nos visitando, um camaleão. Eitá que Amapá maravilhoso que nos proporciona tudo isso sem sair do centro da cidade!
    Obrigada pela imagem bela!

  • Oxiiiiiiiiiiii,
    Valeu mesmo por sua mensagem de abertura do dia. Parabéns por esse astral maravilhoso que vc tem.
    PARABÉNS E TENHAMOS UMA EXCELENTE SEMANA. BJOSSSSSSSSS

  • A imagem tá muito poética. Mas será que alguem consegue me dizer que passarinho é esse? e em que árvore está cantando? com a palavra os entendedores da matéria.

    • Vasconcellos,
      Não sou ornitólogo. Sou apenas um apreciador de pássaros. Acredito que não se trata de um bem-te-vi como a Alcinéas informou. Consultando a página http://webserver.eln.gov.br/Pass500/BIRDS/1eye.htm, o pássaro que mais se aproxima com o postado na foto é o iratauá-grande, cujo histórico segue abaixo. Ressalto posso está equivocado.

      Família: Emberizidae Subfamília: Icterinae Espécie: Gymnomystax mexicanus
      Comprimento: macho 31 cm; fêmea 27 cm. Presente no Brasil apenas na Amazônia, em Roraima, no Amapá e ao longo do Rio Amazonas e do baixo curso de seus afluentes, como o Tapajós e o Tocantins. Encontrado também nas Guianas, Venezuela, Colômbia, Equador e Peru. É comum em campos úmidos com árvores esparsas, praias lodosas, florestas de galeria, vegetação à beira de rios e em ilhas fluviais. Anda no solo de pastagens, onde remexe estrume de gado, e também em beiras de rio. Pousa em locais abertos de arbustos e árvores baixas. Vive aos pares ou em grupos espalhados e, ocasionalmente, é visto também solitário, sendo de fácil observação. Faz ninho na forma de uma cesta, em forquilhas ou penachos de palmeiras. Põe ovos de coloração azul-clara com marcas marrons.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *