Bom dia!

Para te saudar nesta terça-feira escolhi esta belíssima foto feita pelo Luiz Osvaldo.
A nossa bicentenária Fortaleza de São de Macapá,  o bate-papo tranquilo de dois amigos após a caminhada no entorno da Fortaleza…
Esta imagem, captada pelo olhar sensível do Luiz Osvaldo, transmite uma imensa paz. E é assim que eu quero que seja a tua terça-feira: cheinha de paz.

  • Po, mas a publicação da foto em preto em branco, sendo a original colorida, meio que falseia a leitura!! Nao gostei não. Passa uma nostalgia que a imagem não reflete. Tira a alegria! Já a paisagem em si, o retrato fiel da nossa originalidade, ninguem tem: Rio, forte e vento assim como temos nesse lugar aí!

  • Pena que a Fortaleza não esteja aberta a visitação. Nesta semana levei meu primo, Engenheiro Civil de outro Estado, que está de passeio em Macapá para conhecer nossa mais colossal obra de engenharia, inclusive conceituada entre as 7 maravilhas do Brasil. Só frustração, fomos recebidos por uma Vigilante que nos tratou com descaso (comendo pipoca e nos atendendo) informando que a visitação está suspensa até que o Governador resolva a questão dos contratos administrativos.
    Volta o meu primo sem conhecer um dos motivos de orgulho e imponência de meu Estado

  • As coisas de relevância nesse estado, sempre são levadas para o arquivo morto…
    Eu não entendo como um monumento grandioso como é o nosso “Forte Militar”, uma obra que é puramente arquitetura “Vauban” (arquiteto militar francês, no reinado de Luis XIV, o Rei Sol), que no dia 13 de julho de 2008, a UNESCO, em Bruxelas, tombou todos os Fortes Militares de Sébastien Le Preste de Vauban, no mundo, na categoria de bem cultural da humanidade; o povo do Amapá não se unam para cobrar das nossas autoridades providencias na reintegração da nossa fortaleza no que foi tombado pela UNESCO? O forte vai além de contemplações a beira rio…

  • No mesmo momento que sinto saudades, também sinto falta do FAROL que ficava exatamente em frente a este baluarte. O FAROL tomou doriu, ninguem sabe, ninguem viu.

  • Não posso ser tudo menos burro,a falta de oportunidade $ e que não deixou eu terminar meus estudos nas faculdades que foram tantas,mas posso dizer que eu era cego agora eu vejo.

  • A imagem que destaca um dos baluartes da Fortaleza de São José me traz saudades dos meus familiares e amigos que estão nessa terra banhada pelo rio-oceano Amazonas. Decerto que há duas semanas estava aí. Mas basta um dia longe e já bate a saudade, pois que aqui em Brasília, embora me realize profissionalmente não deixo de pensar em retornar.

  • Seu desbocado mas, com os olhos marejados, vejo a impontente Fortaleza de Sao Jose, e lembro o quanto eu amo essa terra maravilhosa. Duvido daquele que vai embora daqui e diga que nao se arrependeu. Parabens pela foto.

  • Quinze anos sem visitar Macapá, mas a bela foto me faz voltar a alguns anos quando se ouvia os tiros de canhão nas datas comemorativas, as visitas no 7 de setembro, e outras vezes, somente para contemplação da imensidão das águas formando uma bela paisagem com o céu azul da minha querida terra. Que o teu dia seja maravilhoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *