Começa a coleta de assinaturas para registrar o Partido Rede Sustentabilidade

Tem início esta semana uma empreitada para conseguir levantar  5 mil assinaturas no Amapá, parte da 500 mil necessárias para registrar a sigla REDE SUSTENTABILIDADE, partido que tem como principal liderança Marina Silva, que obteve 20 milhões de votos na eleição de 2010 e foi a segunda colocada no Estado.

A campanha no Amapá segue a mesma orientação da vertente nacional, que tem como estratégia o uso intensivo da internet de um modo geral e redes sociais em particular  apoiada nos “Sete Motivos para Apoiar #Rede”, que são os seguintes:

+Sustentabilidade. A #REDE quer contribuir para que o Brasil adote um novo modelo de desenvolvimento, baseado na valorização de seu potencial econômico, de seu patrimônio ambiental e de sua diversidade sociocultural.

                +Democracia. Fazer política com as pessoas e para o bem comum. A #REDE quer ser um espaço de encontro de pessoas que querem pensar um projeto de país sustentável e democrático.

                +Diversidade. A #REDE deseja ser um espaço de respeito e valorização das diferenças, um espaço acolhedor para pessoas de qualquer origem, sexo, raça, credo, cor ou idade.

                +Colaboração. A superação dos problemas do Brasil depende de todos. A #REDE quer ser um espaço de diálogo de diferentes setores da sociedade brasileira para pensar em como superá-los.

                +Visibilidade. As informações de interesse público devem ser transparentes e visíveis. A #REDE será um espaço de exercício e busca de mais transparência e visibilidade.

+ Causas comuns da política. Muitas pessoas se afastaram dos partidos políticos ou não se identificam com esta forma de organização. No entanto, existem em nossa sociedade diversos espaços para defender causas comuns, como os movimentos sociais, coletivos, ONGs e outras formas associativas. A #REDE pretende ser um instrumento para esta participação.

                +Prazer em fazer política. A # Rede quer contribuir para reaproximar as pessoas da política, reconectar a política com busca do bem comum. Para isso a #REDE projeta ser um espaço criativo, vivo, de sonhar e de agir para alcançar seus ideais.

Alem desses aspectos a campanha pretende destacar questões inovadores do estatuto da REDE, que chamam a atenção da mídia nacional, como é o caso da exigência de enquadramento na lei da Ficha limpa, teto para doação por parte de pessoas físicas e jurídicas, combate a privilégios (14⁰ e 15⁰ salários, jetons, etc.), não aceitação de doações de fabricantes de cigarros, armamentos e agrotóxicos e o limite máximo de tempo para o exercpicio de mandato.

Para apoiar a iniciativa qualquer cidadão pode acessar o site www.brasilemrede.com.br, ou contatar com a equipe através dos e-mails [email protected][email protected], e  [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *