Desobstruindo calçadas

EMTU faz blitz na avenida Padre Júlio

A Empresa Municipal de Transportes Urbanos (EMTU) deflagrou nesta quinta-feira, 27, uma operação volante ao longo na Avenida Padre Julio Maria Lombaerd. O trabalho atende recomendação do Ministério Público Estadual que se mostrou preocupado com a ocupação desordenada nas calçadas ao longo da avenida.

A blitz começou no perímetro conhecido como “chapéu de palha”, entre as ruas Paraná e Marcelo Cândia. Muitos proprietários de veículos e comerciantes foram multados.

De acordo com o diretor de Transito da EMTU, o que ocorre é que produtos, motos, carros estão ocupando o espaço destinado ao pedestre, que sem opção tem de transitar entre os veículos. “As irregularidades da Avenida Padre Julio são mais freqüentes no trecho entre as ruas Paraná e Hildemar Mais e os pontos críticos entre as ruas Santos Dumont e Manoel Eudóxio Pereira. Há relato de um pedestre que teve de passar por dentro de uma loja de acessórios  para veículos, pois um carro ocupava a calçada”.

Na Padre Julio há predominância de estabelecimentos comerciais e em vários locais, a calçada é utilizada como estacionamento. Além disso, há casos em que os veículos também ocupam de maneira irregular o estacionamento.

O aposentado Antônio Monteiro ressalta que está cada vez mais perigoso transitar pela avenida em decorrência do desrespeito ao pedestre. “Primeiro, a gente tem de andar juntos com os carros e quando precisa atravessar, perde muito tempo porque os carros passam em alta velocidade”.

Jair Coelho diz que os proprietários dos estabelecimentos comerciais precisam entender que o passeio não pode ser privatizado e que o espaço deve ficar livre para a circulação do pedestre. Segundo ele, o órgão tem fiscalizado várias áreas da cidade, notificado os infratores, que de acordo com a infração são punidos com multa. “É uma questão de educação”.

Durante a blitz, os veículos em situação irregular foram multados e recolhidos ao pátio da EMTU. A ação teve o apoio da Guarda Municipal.
(Texto: Assessoria de Comunicação da EMTU)

  • Leiam A Gazeta. Tem fotos de uma loja fiscalizada ontem, e a tarde os carros já estavam tudo de volta. É assim que o munícipe encara as autoridades da nossa cidade…

  • “Planejamento Urbano” e execução do mesmo seriam as palavras de ordem!!
    Agora convenhamos se nem as funções básicas do setor público nessa área, como legislar, trabalho educativo, trabalho repressivo é feito de forma SATISFATÓRIA, então quero dizer que é o setor público o principal responsável por esse caos urbano que tende somente a piorar, pois PLANEJAMENTO e EXECUÇÃO são tarefas básicas e necessárias e isso perpassa por GESTÃO, que é do que Macapá precisa.
    Não falo de gestão para desviar recursos públicos em benefícios pessoais (como é feito hj) e sim GESTÃO para atingir o bem maior positivamente, o povo.

  • Todos foram avisados de que seria executado um serviço de desobstrução na Av. Padre Júlio Maria Lombaerd. Então, não tem que haver toda essa reclamação agora. E não é a primeira vez que isso acontece, mas, ou carros, material de construção continuam a serem colocados no passeio público mesmo após terem sido aplicado multas. O setor competente está fazendo cumorir a lei, simplesmente… Por exemplo, o pedestre não deve andar pelo meio da rua como se fosse uma via regular para tal. Os carros, material de construção também não devem ficar nas calçadas, aquele espaço é para os pedestres, somente pedestres. A nossa cidade falta muito planejamento, isso é verdade, mas, se não for feito alguma coisa para ajeitar essa cidade, virará o caos. Vamos deixar trabalhar. Se for uma arbitrariedade a justiça taí para fazer cumprir ou não. Será que a EMTU está errada? Para mim, não. Está agindo corretamente, e que essa empresa continue a cumprir o seu papel. Agora a questão é por ordem, e a ordem é essa. E sabemos que a nossa cidade não está comportando a quantidade de carros que existem em Macapá. Outra coisa, a Prefeitura, a iniciativa privada, o governo do estado, eu não sei quem desses, mas, alguém tem que pensar em estacionamento público…

  • O Município deve ter um “Código de Postura”, então lei não precisa fazer, quando muito atualizá-lo se for o caso, basta então fazer CUMPRÍ-LO, porém para isso se faz necessário que pessoas executem a tarefa, que não deve ser operações eporádicas, sim de rotina, a fim de coibir pessoas que querem trabalhar, de forma desordenada e desrespeitando o direito alheio.
    Na Cidade de Macapá são cometidos infrações e crimes de toda ordem com o cidadão:
    passeio público ocupado por carros mal estacionados, lojas que aumentam seus tentáculos nas mesmas para aumentar seu espaço, vendedores ambulantes que também causam estragos nesses espaços, poluição sonora grave no centro da cidade, poluição visual também, assaltos em plena via pública, a orla onde fica o lugar bonito então nem se fala…(quer mais??)
    Autoridades vamos sair do ar condicionado, arregaçar as mangas e fazer aquilo que é sua obrigação, necessário mesmo, caso contrário, caminharemos reto e sempre para a escuridão..

  • Um detalhe que notei na esquina da Pe. Julio com Santos Dumont: loja(s) que trabalha(m) com troca de para-brisas jogam os estilhaços dos para-brisas na referida esquina, formando um canteiro de estilhaços, um perigo para idosos e crianças. Na esquina da Santos Dumont com a Mendonça Jr, um caminhão de venda de frutas (dos vários espalhados pela cidade) fica estacionado o dia inteiro próximo da esquina, obstruindo a visão dos motorista e pedestres. Já aconteceram vários acidentes no referido cruzamento, devido a esta obstrução.

  • Ao precisa trabalhar nesta terra tucujú e é dessa forma que o agente de polícia então diretor do EMTU Jair Coelho busca demonstrar seu trabalho a prefeita de Macapá.
    Desobstruindo as calçadas e as vias onde ficarão tantos carros. Em que não temos um planejamento e nem infraestrutura, especificamente e apropriada para nosso tão caótico trânsito.
    É isso aí, pois trabalhe e faça jús pela função.

  • É mais teremos que estacionar na cabeça de quem então???? Eles só querem reprimir, e cadÊ o planejamento, cade a engenharia de trânsito… é muito bom só arrezadar né com multas e tals e trabalhar que bom nada! planejem, organizem-se, estudem!!!

  • Podiam passar na lateral da Yamada, alí no lugar bonito, os carros ficam estacionados em cima da calçada na maior cara dura.

  • Bela atitude, se alguem poder me ajudar e informar quando foi feito isso a ultima vez na Padre Julio, estou aqui. Certo precisa de dinheiro mete policia na Rua P/ Multar Geral que anda inregular, isso deveria ser feito mensalmente, se possível semanalmente.

  • Eu espero que um dia meu bisneto possa andar numa Av. Padre Júlio, bem no centro da cidade, sem buracos e devidamente sinalizada.

  • Bom seria na cidade toda! na avenida Fab no trecho com a hildemar maia a calçada é ocupada por veiculo e pneus de uma revedendora que tem na esquina, na jovino dinoá em todo o seu trecho o pedestre tem que andar na rua, além de morador fazer calçada altas e cheia de curvas, jardineiras etc, leopoldo machado nossa! e só tentar andar pra ver. Se os orgão de fiscalização fizesse seu papel a coisa andava, mas, reclamar pra quem? resposta pra JESUS.

  • Eu já ia elogiar a prefeitura, quando eu li que foi o Ministério Público que deu a ordem. Infelizmente o povo tem que ficar denunciando no Ministério para Macapá ficar com a cara que ela merece, ou seja, mais organizada. E o problema das lojas que colocam suas caixas de som na calçada, no centro da cidade? Só em Macapá mesmo…Fico triste de ver essas coisas, Alcinéa, porque adoro isso aqui…

  • Prezados amigos e internautas!
    Quando nosso Prefeito vai sair? Nao há noticias sobre esse caso. Será que o RG ainda assume a PMMM; teria ele condiçoes morais de tocar a prefeitura até o final com tanto escandalo sobre os Goes? A agora Prefeita HG vai ficar até quando? Essa perguntas sao feitas diariamente em todos os locais. As vezes nao percebemos mas estamos diante de uma séria crise institucinal no AP. Prefeito preso, Estado quebrado, autoridades eleitas e cassadas. As instituiçoes judiciárias precisam dá uma resposta, sem muita demora, para isso. A IMPUNIDADE FOI A CERTEZA QUE GOVERNOU OS ATOS DE MUITOS AGENTES PÚBLICOS NO AP NOS ULTIMOS TEMPOS. Dizem que o Adauto da SEED está morando em Fortaleza-CE. Nossa auto-estima encontra-se arrasada. É vergonhoso viver no Amapá. Contudo, temos jeito! As instituiçoes podem melhorar. As autoridades públicas deste Estado sao obrigadas a dá uma resposta para a sociedade.

  • Que bom. O Batalhão Ambiental poderia aproveitar e se mexer tambem. Lojas no Centro com caixas de som perturbando os pedestres, além dos playboys à noite com seus carros molestando quem tenta dormir…

    • Quando vão passar ao lado do bartolomeia? lá transformaram a calçada em estacionamento…. mas como está “bunitinho” ninguem liga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *