Dona Dica Congó partiu

“Amanhã eu vou embora
na barca de São Matheus
com uma mão levanto a vela
com a outra eu digo adeus”

As caixas de marabaixo silenciaram, a gengibirra perdeu o gosto e as saias floridas perderam o colorido.
Dona Dica Congó – uma das maiores expressões do marabaixo – morreu hoje à tarde no hospital São Camilo.

“Quando eu aqui cheguei
logo na minha chegada
eu amarrei um pé de rosa
que nunca foi amarrada”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *