Encontro dos tambores

Encontro dos Tambores 2009. Foto: Mariléia Maciel

A União dos Negros do Amapá comemora a Semana da Consciência Negra com o já tradicional encontro dos tambores, na sede da UNA.
A semana será aberta no dia 20 com a Missa dos Quilombos. Da programação constam seminários, feiras de artesanato e de comidas típica, apresentação de grupos de marabaixo, batuque, zimba, sairé, tambor de crioula, capoeira, hip-hop e samba.
A programação encerra dia 26 com muita gengibirra, fogos e danças comemorando os 24 anos de fundação da entidade.

  • HEI GALERA!!!Vamos assistir a missa dos quilombos hoje na UNA é muito linda, sou fã do padre Paulo é emocionante ouvir a música:
    Ony Saruê Saú Wajé
    Ony Saruê Obéri Oman
    Ony Saruê Ê
    Saú Wajé
    Ony Saruê Obéri Oman

    Bába Saruê Obéri Oman

  • Bem que este centro poderia funcionar durante o ano todo com oficinas, show regionais e venda de comidas e iguarias…
    Mas porque isso não acontece????

  • ola pessoa vamos divulga + na midia esse lindo encontro do tambores que acontecera na una dia 20/11 com com a missa dos quilombos e muitas gingibirra ate dia 26/11 sao 24 anos de sucesso
    Responder

    • amanha tem a missa dos quilombos na una veja comemora essa negritude celebrada pelo um negro padre paulo da igreja jesus de nazare

  • ola pessoa vamos divulga + na midia esse lindo encontro do tambores que acontecera na una dia 20/11 com com a missa dos quilombos e muitas gingibirra ate dia 26/11 sao 24 anos de sucesso

  • essa festa que eu estva esperando eu estarei la firme e forte eu e o meu tio padre paulo daançando com o povo do amapá de de outro estados

  • É salutar esta programação, mas deveria ser o ano todo, pelo menos uma vez por mês. Como o Centro é referência de cultura, tradições e costumes do povo negro do Estado é requisitado para visitação de estudantes, turistas…mas acabam procurando outros meios de informações por encontrarem quase sempre o Centro indisponível para esse tipo de evento. Gostaria com moradora do bairro do laguinho, que tivesse mais programações(seminários, palestras,artesanatos, culinárias, danças…) até mesmo como forma de incentivo e preservação dessa rica cultura.

    • Concordo com você, acho que temos um déficit na aplicabilidade educacional da cultura negra.
      Um espaço tão bom quanto a sede da UNA, deveria ter programação continua voltada pra a formação escolar e cidadã.

  • Ei Nea poderias divulgar no teu blog o festival lá da escola zolito, a Lecir brandão vai tá lá pra prestigiar o festival!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *