Governo não vai bancar blocos. Eu concordo

O Governo decidiu não patrocinar os blocos carnavalescos e tem um monte de razões para isso. Concordo com a decisão do governo. Sempre achei o desfile de blocos no Sambódromo um desperdício de dinheiro e uma coisa tão sem graça. E tanto que não tem graça nenhuma que as arquibancadas ficam vazias.
Desfile de bloco só é bom pra quem está no bloco.

Vou reproduzir aqui um texto do blog Repiquete, da mana Alcilene Cavalcante,  sobre o assunto. Reproduzo porque penso da mesma maneira.
Eis:

Bloco da rua
Equipe de eventos do governo, decidiu que o estado não vai patrocinar o desfile dos blocos este ano. Em minha humilde opinião, o governo está certo.

Pra quê patrocinar os blocos, se os abadás são vendidos e não é um desfile contemplativo que a população queira assistir?

Ao longo dos anos, o que se vê, são as arquibancadas do sambódromo vazias nos dias do desfile dos blocos. É que bloco é pra curtir e brincar, não para assistir.

Penso que os blocos deveriam sair em seus bairros, usar a orla, o centro ou fazer circuitos alternativos. E cumprir o papel de animar a cidade nos dias de folia.
Gosto muito dos formatos dos blocos do Rio de Janeiro. Cada bloco sai em um local da cidade e em dia variados. O poder público patrocina carros de som e a estrutura e segurança das ruas. Não tem abadás e quem quer participar, vai atrás do trio elétrico.

Se os blocos de Macapá querem usar o estilo dos blocos da Bahia, que assumam os custos, por que esse modelo é comercial e dá lucros.
Mas a verdade é que os blocos de Macapá precisam achar sua identidade. Aquele modelo de desfile que eles fazem no sambódromo é muito sem graça.

O governo do estado propôs que os blocos fossem para os bairros, ou que fossem fazer o carnaval na orla. Os dirigentes não quiseram. Queriam que o estado bancasse uma banda da Bahia pra se apresentar no dia desfile e chamar público pra eles. O governo não aceitou.

Dê sua opinião sobre o assunto, aí na caixinha de comentários.

Como você acha que deveria ser o carnaval de blocos?”

  • Concordo plenamente com a decisão do governo em não fazer nenhum tipo de repasse para os blocos . Não quero que me entendam mal adoro o carnaval inclusive dos blocos mas porque não fazem como no Rio de janeiro cada bloco sai no seu bairro assim todos que gostam de carnaval que não tem a possibilidade de pagar para sair em uma escola de samba pode sair nos blocos de bairro a unca coisa que eu concordo e que o governo ajudaria com a segurança e o com o carro som. A população tem que ver que essa verba que o governo do estado passa para as escolas de samba e uma verba federal destinada a cultura não pode ter desvio para outro fim e se colocar na ponta do lapis não da la grande coisa algumas escolas tem seus proprios patrocinadores alguns empresarios que abraçaram a sua escola

  • Concordo plenamente. Chega de desperdício de dinheiro público, já não basta os milhões que são gastos com escolas de samba. Houve inclusive uma cidade do RJ que cancelou o carnaval e utilizará o dinheiro na saúde, isso sim é uma bela decisão e que deveria ser copiada.

  • Cesar, me referi a todos os blocos!O governo deve ser de mudança,mesmo q os recursos sejam do min. da cultura.

    • Luca, independentemente se você generalizou, o que ocorreu na realidade foi o aumento das restrições feitas no regulamento de maneira que o desfile se resumia somente a um monte de pessoas dançando, sem nenhum atrativo, ocasionando o esvaziamento das arquibancadas.

  • Realmente, o desfile de blocos é sem graça mesmo, o melhor é de santana em forma de micareta, se diverte muito mais, aqui vc anda um pedaçinho e pronto e toca a mesma música, fora o abadá q vc nem pode mexer em nada, é muito feio.
    Galera, vamos pra santana, lá é muito melhor, fui a primeira vez e não troco mais.

  • Bom o que o povo tem que entender que verba que o governo repassa para as escolas de samba e uma verba federal que vem do ministerio da cultura e vem exclusivamente para isso e a respeito dos blocos estou de pleno acordo eles deviam sair em seus respectivos bairros ou na orla como fazem no rio de janeiro garanto que iria ser muito mais divertido eu iria adorar!

  • Sou morador ali perto do sambodromo e o que vejo por ali é brincadeira, fazem daquele belo espaço um LIXAO, RESULTADO…A JUSTIÇA DECIDE DEPOIS,…QUEM FALAR MAIS ALTO LEVA…ELES FALAM ALTO….

  • REAMENTE, É M DISPERDÍCIO DE DINHEIRO PÚBLICO.ESSE DINHEIRO QUE FOI PERDIDO ERA PARA TER SIDO INVESTIDO EM OUTRAS COISAS…O GOVERNO PASSADO NÃO TEVE PEITO PRA ENFRENTAR AS PESSOAS QUE ESTÃO HÁ ANOS FRENTE DESSES BLOCOS.

    CONCORDO QUE SEJA NO BAIRRO OU NA RUA, MAS NO SAMBÓDROMO NUNCA HOUVE UM GRANDE PÚBLICO E QUERIA SABER DE QUEM FOI ESSA GRANDE IDÉIA DE LEVAR ESSES BLOCOS PARA O SAMBÓDROMO DURANTE ESSES ANOS…E QUERIA SABER PRA ONDE FOI TANTO DINHEIRO!!!

    NESSA ESSE GOVERNADOZINHO ACERTOU!!!CHATÃO!!!

    • E quem tem peito p/enfrentar os “chefões” das escolas de samba,diga ai? Ou vc acha que é certo bancar estas com o “nosso” din din e qual o lucro que elas dão?

  • Ele não deveria patrocinar nem os blocos e muito menos as escolas de samba. Desperdício de dinheiro público. As mesmas deveriam manter-se por conta própria.

    • Concordo… Se as grandes escolas do Rio fazem festas, feijoadas, etc…. Essas aqui deveriam fazer. Moro próximo aos galpões das escolas de samba e não vejo nenhum evento por lá.

  • Tens toda razão, porém quem teve essa “idéia imbecil” de levar os blocos pro sabódromo foi
    o “inteligentíssimo” João Capiberibe. O único bloco que apresentou “idéias novas” foi o bloco Pererê, com suas domingueiras, que pela necessidade, daquele momento, foi quase obrigado a aderir ao desfile do sambódromo.

  • Parabéns ao GEA, já estava na hora de acabar com esse farra dos blocos.Vendem abadás caríssimos e ainda querem mamar na teta do governo, que os blocos sejam transformados em batalhas de confetes, assim todo mundo participa com menos custo.

  • concordo dinheiro do povo nao e para poucos e sim para todos,deve se investi na saude e em coisas para beneficio do povo´.acabou a festa para aqueles que esperavam pelo nosso dinheiro todos os anos.valeu governador.

  • Tudo bem, se é prá cortar na carne, até admito. Mas temos, também, que tomar outras medidas, como: 1)diminuir as verbas destinadas ao futebol que só beneficia dirigentes; 2) diminuir as verbas de propaganda oficial do governo, que consomem vultosas quantias, desnecessárias ao povo; 3)diminuir às verbas de manutenção da residência governamental, com gastos fúteis; 4) diminuir às verbas do carnaval e escolas de samba que só querem lucrar e que pouco retorno trazem ao público, além de fazerem prestação de contas de faz de conta; 5) diminuir o excessivo número de cargos comissionados e contratos administartivos do GEA; 6) diminuir as mordomias de aguns secretários(as) e outras “autoridades” que usam e abusam de veículos oficiais para outras finalidades( fazer compras pessoais, levar e trazer para o cabelereiro, buscar crianças na escolas, resolver probelasm pessoais, etc…).

  • Concordo que as blogueiras Alcinéa e Lene sejam pessoas viajadas e portanto conhecem outros modêlos de carnavais Brasil àfora,mas discordo quanto a visão do carnaval aqui.Defender só o desfile das escolas de samba que é TOTAL bancada pelo governo e esculachar com o desfile de blocos, é total 100 noção.Que eu saiba,em outros estados da federação, governo/municipio bancam METADE das escolas e blocos carnavalescos,mas náquelas os gastos e lucros são divididos,oque não acontece por aqui onde temos que bancar TUDO, pq os carnavalescos ficam de braços cruzados o ano inteiro,só descruzam nos dias momescos, p/sambar com nosso din din.Pergunto,onde esta os lucros dos desfiles realizados por aqui, com o dinheiro de nossos impostos,em quê são aplicados?
    Concordo só em uma coisa com as blogueiras,dq o carnaval dos blocos fosse na orla,mas me parece que foi tirado de lá por uma ordem judicial,não tenho certeza.Quanto à venda dos abadás é um contra-ponto,pois as escolas tb vendem suas fantasias,que por sinal é bem cara e de péssima qualidade e não dá p/se usar depois em uma academia(rsrsr)ou caminhada na orla.

  • Concordo com a decisão do GEA, mas na minha opnião, tambem não se deveria dar dinheiro publico para as “escolas” de samba, afinal tudo é feito com o dinheiro do povo, mas nada é de graça para o povo, se o povo quizer ver tem que pagar, fala sério! Que tal consultar o povo sobre isso?
    Tem outros eventos que ocorrem ao longo do ano que o patrão GEA deveria cortar o derrame de dinheiro publico.

  • Esses gastos já deveriam ser cortados há mais tempo, inclusive as altas verbas que são dedstinadas para as escolas de samba. O carnal é bonito, sim, mas, no meu ponto de vista, é desperdício de dinheiro por parte do poder público. Quem quiser se divertir, que tire do próprio bolso para esse fim, o dinheiro público deve ser usado para a melhoria da saúde da população, que é mais importante.

  • Patrocinar o carnaval amapaense para termos o que se ve na avenida, não vale a pena, o custo é muito alto para tao pouco…
    Santana aqui perto fez um carnaval que levou sem sobra de duvida muito mais pessoas que o caro de Macapa.

  • Concordo!

    Concordo que não deveria BANCAR as escolas de samba também. nem as federações profissionais. porém não é o que acontece né?

    • Tá correta sua opinião,nem das escolas deveria ser bancado,pois as fantasias tb são vendidas e o carnaval destas tb é bancado com nossos impostos e não vemos o lucro,ou melhor,o retorno desses gastos.Lamento que as blogueiras deste pensem desta forma sobre os blocos,pois que eu saiba os desfiles das escolas de samba em outros estados não é bancado só pelo municipio/estado,é sim dividido com as escolas,tanto os gastos,quanto os lucros,lucros que aqui não tem,há não ser p/as escolas.

  • Aqui no bairro Central temos o “Bloco Tu fucu prá mim na Favela?”, que há alguns anos sai pelas ruas do bairro, arrastando e divertindo o povo, numa autêntica manifestação da folia de Momo.
    Sempre achamos que o Carnaval do Povo deve ser feito junto do povo, deixando o Sambódromo para as Escolas de Samba, essas que são profissionais do samba.
    Nossos abadás são confeccionados com recursos de festas, bingos, doações de simpatizantes, e algumas vezes com patrocínios que vêm estampados nas vestimentas.
    Porisso concordo com a decisão do Governo do Estado.

  • Concordo. Um exemplo é o Bloco Caruá do Nova Esperança, sai no bairro com o trio. Durante o ano é promovido eventos para arrecadar recursos, os abadás vendidos, e tudo é realizado com recursos do bloco e com patrocínio do comerciantes e empresário da bairro e os simpatizantes do bloco. Em 2012 31/12, o bloco promoveu um reveillon, e que foi excelente.

  • Esse é que é governo de opinião,bota a cara para sofrer na defesa do dinheiro público.Existe um monte de inventadores de moda querendo fazer “feio”com o dinheiro do povo.Se não cortar o mal pela raiz,daqui a alguns dias são os fundadores de “bancos” buscando patrocínio junto ao GEA.

  • Esse é que é governo de opinião,bota a cara para sofrer na defesa do dinheiro público.Existe um monte de inventadores de moda querendo fazer “feio”com o dinheiro do povo.Se não cortar o mal pela raiz,daqui a alguns dias são os fundadores de “bancos” buscando patrocínio junto ao GEA.

  • Esse é que é governo de verdade!!!!
    Nunca fui assistir tal apresentação mas quando o “Zé Povo”fala pode acreditar. Têm macapaenses que adoram fazer festa com o dinheiro público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *