Meu marido é o máximo

Meu marido foi pescar com os amigos e trouxe esse tucunaré imenso pra mim. Tô pensando em assar uma banda de brasa, com a outra banda fazer uma caldeirada e cozinhar a cabeça pra fazer um pirão. Tudo com muita chicória e alfavaca.

Os amigos de pescaria do meu marido: Zaqueu, Janjão e Cléo

  • Hohoho linda homenagem ao maridão! Minha menina Alcinéa, um casamento existe quando temos amor e sabemos valorizar o companheiro! Parabéns pelo elogio ao seu companheiro de vida. Um Natal repleto de bençãos pra tua família! Hohoho as coisas simples da vida estào em um fundamento básico: considerar o próximo mesmo em gestos pequenos diante das ambições humanas.

  • Soeiro, pescador de peixes, retiro o que disse ante a fotografia daquele tambaqui ou pirapitinga. Voce realmente é o cara, e prova isso com a cambada de tucunarés fisgados. Porém, em que pese minha admiração por tão eximio pescador, aviso-o: fique longe do meu tanquinho de tilápias existente aqui em casa.
    Caro amigo, brincadeiras à parte,o que lhe quero dizer mesmo é do felicissimo natal que lhe desejo, tanto quanto a seus familiares e amigos. Brinde-se e a eles com uma excelente peixada.

  • Já comprei uns quantos nessa mesma feira….kkkkk.Brincadeirinha,se ele é o máximo,eu só a mínima(rsrs),pois já pesquei um filhotinho desse peixe lá no Arirí,p/mim que só pesco em feiras-livres,foi o MÁXIMO mesmo…hehehehe

  • Olá Cleo! Esses sao tucunarés pitanga. O Tondo e o Janjão, também são meus parceiros de pescaria. Tô aguardando o convite. abraços.

    • Já estás em Macapá? Então, vamos marcar um treino, pra que, quando o Ruy chegar,a gente possa fazer jus à visita do grande maestro do nosso Juventus.

      • Sim, já estou em Macapá. Viagem para fora do Estado, somente no início de fevereiro/12. Vamos a esse treino pois quando o “baixinho invocado” chegar, estaremos mais preparados para enfrentá-lo no caniço. rsrsrsr.

  • Olá Cléo!me leva na próxima.Sou só predador de uma boa 51 e de umas latinhas de skol kkkk,além disso quando moleque era especialista em pescar matupiri no canal da Mendonça Júnior kkkkkkkk.Um grande abraço.

    • Vamo nessa, amigo Mauro. Temos uma marcada pra comecinho de janeiro, com a chegada do amigo Ruy Maia. Na próxima, te falarei, ok?

  • Se não fosse por esse belo tucunaré e o detalhe da conoa a esquerda,diria que meu amigo Soeiro está mais pra guerrilheiro do araguaia que pra pescador kkkkkk e diga-se sempre bem acompanhado;brincadeiras a parte,gostei do lugar e que continuem excelentes compradores de peixe na feira maluca kkkkk,ops!digo:ótimos pescadores.um grande abraço a todos vcs.

  • Sei não, acho que viu esses peixes na 13 de setembro, naquela conhecida peixaria do Buritizal. Tem mulher que é cega…… Brincadeira, curta seu maridão, ele é um cara muito legal… FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO PRA VOCÊS… Sucesso em 2012 e sempre…

    • ‘Meu caro batintin’, esse local é destinado a quem não é predador. Lá só pode pescar de caniço, nada de malhadeira, arpão ou outro tipo danoso à natureza.

  • Está mais pra música do Erasmo Carlos do que pra pescaria. Domingo lindo tarde de sol pego o anzol mas os peixe não querem cooperar fui no mercado…….

  • Não acredito muito não. Essa pescaria deve ter sido em algum lago artificial ou algo parecido. Há diferença de cor de um peixe para o outro . Um é mais amarelo e os outros mais escuro

  • Fico imaginando as cenas poéticas no ato da pescaria e na preparação da caldeirada. A apresentação e a degustação do tucunaré são atos de apreciação dessa poesia. Bonito cenário. Onde fica?

  • Que beleza, sou amarrado numa pescaria.Onde fica este paraiso? Parabens aos pescadores.Cleo , espero um dia ter a oportunidade de pescar com você.

    • Amigo Almir, tô esperando teu convite pra gente ir no tereno do nosso amigo. Lá tem uns tucunas. Vamos pegá-los?

      • Cléo, vamos lá sim antes da virada do ano. Acontece que os Tucunas nessa época ralizam um assembléia… é quando chegaremos e faremos uma grande pescaria… manterei contacto meu amigo.Ah, não esquece!!! O Reveillon do RODAPé será em 29/12, após as 12:000.

  • Alcinéa,
    Com toda a convicção, o visto aí não é história de pescador. Os tucunarés ora ´postados me fizeram lembrar alguns que pesquei aí no igarapé da Fotaleza na minha juventude.
    Existe uma particularidade no tucunaré da nossa terra, é a tonalidade amarelo ouro bem diferente dos outros locais, que são mais claros e passam a idéia de já estarem “moidos”.
    Não conheço o Zaqueu mas conheço a amizade existente entre o Tondo, Janjão e Cléo e que a cada pescaria o resultado é satisfatório, sem contar que estes momentos são ímpares, fazem bem ao corpo e a mente.
    Pela forma as quais o tucunaré será degustado, a esposa do pescador demosntra entender do riscado e então o resultado é mais satisfatório ainda.
    Sds,

  • Obrigado, Néa, pela divulgação. Pescaria responsável, com gente da melhor qualidade. O Janjão deixou a gente no chinelo. Aos 80 anos, haja vigor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *