Morre o escritor José Saramago

Morreu na manhã de hoje, na sua casa em Lanzarote (Ilhas Canárias) o escritor José Saramago, Prêmio Nobel de Literatura em 1998.
Saramago nasceu em 1922. Aos 25 anos publicou sua primeira obra: “Terra do Pecado”. E só 19 anos depois publica seu segundo trabalho: “Os Poemas Possíveis”. A partir daí dedica-se com afinco ao jornalismo e à poesia. Mais tarde volta à prosa.
Seu livro mais polêmico é “O Evangelho Segundo Jesus Cristo”, considerado uma blasfêmia.
Sua última obra publicada é “Caim”, lançada ano passado.

  • Saramago partiu para a eternidade. Infelizmente, para ele, longe de Deus. Não daquele que ele classificou de beberrão de sangue e cobiçoso de poder terreno. Saramago virou as costas ao único que sempre esteve de braços abertos para ele, o Deus único e verdadeiro que providenciou a salvação em Cristo Jesus. Acabou-se Saramago no abismo do ateísmo.

  • É tão fundo o silêncio entre as estrelas,nem o som da palavra se propaga nem o canto das aves milagrosas.as lá entre as estrelas,onde somos um astro recriado é q se ouve o intimo rumor que abre as rosas. José Saramago

    Agora fica o silêncio que ele tão bem escreveu…

  • Ademir Pedrosa ainda me deu uma idéia sobre a possibilidade de Paulo Coelho ser o primeiro brasileiro a ganhar o nobel de literatura.
    Compararia ele à seleção na atual copa: time ruim com técnico medíocre, só que vende bem seu produto.
    será que vai ser campeão?

  • Ademir Pedrosa tem razão, a língua portuguesa está de luto que se estende a quem o lia e admirava.
    Escrita rebuscada e marcante, será igual aos outros grandes da literatura eternizados pelas suas obras.
    Vida eterna aos Saramagos.

  • Fiquei tão chateada, sabe?
    Fiquei olhando os livros que tenho em casa (dois) e o que mais gostei, MESMO, foi “O Evangelho Segundo Jesus Cristo”, uma linguagem mais rebuscada, na época recorri ao dicionário (HAHAHAH.. E dai?) e sempre digo: “Leiam Saramago”. Adoro aquela linguagem “maliciosa” sobre Jesus Cristo não se bater com Deus.
    Enfim.. Uma grande perda. GRANDE!
    Que bom que fizeste uma notinha aqui, Alcinéa. Que bom. Por isso sempre te leio.

    Grande abraço.

  • A Língua Portuguesa está de luto. O escritor português Saramago é o único Nobel de Literatura; estamos órfãos. O que me infunde medo é saber que o candidato ao Nobel em Literatura, Paulo Coelho, é um risco iminente de ser contemplado. Se isso vier acontecer será um crime de lesa-pátria, uma blasfêmia contra a Língua. Vou aprender grego, minha identidade com a fulô-do-lácio já não vai valer mais porra nenhuma… A vertiginosidade de Ensaio Sobre a Cegueira, de Saramago, é que o torna magnífico; um exemplo que deveria ser seguido a partir de. Flores para Saramago é pouco, eu pediria a bênção…

  • É com tristeza que recebo o infortunio da morte do Mestre, escritor, poeta, político, ativista…conscientizador do mundo, o portugues José Saramago. Sinto uma grande tristeza no coração, visto que sou um admirador de suas obras. Agradeço a Ele por me ajudar a despertar para coisas realistas do mundo. OBRIGADO JOSÉ SARAMAGO você nunca, jamais será esquecido pelo mundo intelectual e pela Ciência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *